InícioportalCalendárioGaleriaFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
SEJAM BEM VINDOS À ACADEMIA DE MAGIA LEGILIMÊNCIA!
NOVAS VAGAS PARA CARGOS ESCOLARES E MINISTERIAIS ABERTAS. CONFIRAM!
VOLTA ÀS AULAS!
NÃO DEIXE DE REGISTRAR SEU AVATAR E SUA FICHA DE PERSONAGEM!
TODOS OS AVATARES DEVEM TER O TAMANHO 200X400!

Compartilhe | 
 

 25 de Março | Segunda| Inicio da Noite|RP Fechada | Campo de Quadribol

Ir em baixo 
AutorMensagem
Ariel Enkelis

avatar

Mensagens : 27
Player : Alisson

MensagemAssunto: 25 de Março | Segunda| Inicio da Noite|RP Fechada | Campo de Quadribol   Sab Dez 03, 2011 7:48 pm

25 de Março -Segunda- Noite, 19 hs.
Post Anterior: Primeiro Post
RP Fechada - Alunos da Brave, Gabriel Enkelis, Raphel Enkelis

Narração - pensamentos - falas - falas alheias
Uma manhã na qual não se podia chamar de normal. Aliás, pra Ariel nenhuma manhã era normal, já que a rotina do garoto tinha sempre que estar virando de pernas pro ar, cada dia era único é especial aos seus olhos, e naquele dia, para o azar do nosso querido arcanjo não foi diferente. Naquele dia seriam feitos os testes para o time de Quadribol, e ele estava um pouco pensativo, não sabia se seria seguro voltar a jogar. Sinceramente esperava achar um batedor, pois não queria ter que colocar sua irmã no time, mas não tinha muitas esperanças, até porque sua irmã joga muito bem.
Deu um pulo da cama e seguiu para o banheiro, e deixou que a água fria levasse todos os pensamentos e intuições ruins, o castelo estava totalmente protegido, e, além disso, ele estaria por perto caso acontecesse algo. Não havia motivos para temer, ao menos até o momento. O bruxo saiu do banho e vestiu-se normalmente, tomou seu café rapidamente, antes do inicio dos testes ainda tinha que preparar algumas coisas. Ele havia convidado alguns professores e jogadores da Joie para um jogo treino, o que seria apenas uma parte da seleção. Estava com a guardou-a com cuidado, separou as vassouras e todo o restante do material, com algumas coisas encaminhadas poderia assistir as aulas normalmente.
A manha se estendera lentamente, o que deixou Ariel ansioso, a noite havia chegado e tudo estava preparado, todos os materiais que seriam utilizados estavam em seus devidos lugares. Dentro de alguns instantes os alunos chegariam, enquanto isso Ariel se aquecia, subiu em sua vassoura recém adquirida e sobrevoou todo o campo, seu tio estava chegando com os diabretes da cornualha, dez ao todo que seriam utilizados no teste. Sim, Ariel estava bolando algo nunca visto antes, e não parava por ai. Ele utilizaria outras criaturas para selecionar os jogadores, claro que os alunos não correriam perigo, pois além de seu tio no campo, havia outros professores e funcionários do castelo. Queria jogadores capazes de enfrentar qualquer situação em jogo,e jogar a noite era constante no castelo, então todos deveriam estar preparados, não iria perder o titulo, não mesmo.



Última edição por Ariel Enkelis em Qua Dez 14, 2011 7:34 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bellia Enkelis

avatar

Mensagens : 43
Player : Miih

MensagemAssunto: Re: 25 de Março | Segunda| Inicio da Noite|RP Fechada | Campo de Quadribol   Dom Dez 04, 2011 1:06 pm

24 de Março - Segunda - Noite
Área Externa, Campo de Quadribol
Post Anterior: Embarque
RP Fechada - Alunos da Brave, Gabriel Enkelis, Raphel Enkelis



Nada como um dia cansativo e chato de aulas para começar o semestre, um tanto quanto desanimador né? Mas por incrível que pareça Bellia não estava exatamente desanimada com tudo na escola, especialmente no primeiro dia.

Após a última aula correu para seu dormitório e jogou sua bolsa com pergaminhos em branco, tinteiros e penas em cima da cama. Sem perder mais tempo dirigiu-se para o salão comunal, e deste para os corredores do castelo, passou por um armário de vassouras e escolheu cuidadosamente a menos pior.

Seria muito mais conveniente usar sua própria vassoura para seu teste de quadribol, uma vez que já está acostumada a pilotá-la e as da escola são mais antigas que a primeira vassoura de seu avô Serafim. Mas infelizmente a sua estava confiscada por tempo indeterminado desde a vez em que achou mais eficiente acertar a cabeça de seu irmão Ariel, ao invés do balaço em jogo nas férias. Então sua única opção seria emprestar uma da escola, estava certa que se passasse no teste, seu pai não teria outra escolha a não ser revogar o castigo da garota.

Mas por que só agora, no quinto ano resolveu tentar entrar para o time de sua casa? Simples, sempre gostara de quadribol, mas nunca o tinha encarado como um esporte a se dedicar e sim algo para se divertir. Mas só agora lhe ocorrera que esse esporte lhe proporcionaria ótimas oportunidades para derrubar pessoas insuportáveis da vassoura, além de contribuir para o time de sua casa que estava meio desfalcado no momento.

Montou a vassoura, cujo modelo não fazia ideia de qual era, pois sua madeira já estava um tanto desgastada, e deu impulso do chão. Levantou voo rápido e voou pelos corredores em alta velocidade, desviando de algumas pessoas vez ou outra, torcendo para não encontrar o zelador ou algum professor e ganhar uma detenção antes mesmo de entrar para o time.

Sobrevoou o terreno até chegar no campo, onde encontrou Chatariel preparando tudo para os teste. Bellia foi em direção aos materiais de quadribol e passou a mão pelos bastões, escolhendo qual usaria no teste.

Segurou um e simulou uma pancada no ar, não pareceu satisfeita e pegou outro, fazendo o mesmo movimento repetidas vezes, resmungando coisas como: Muito leve... muito pesado... madeira lisa de mais, vai escorregar... largo..., e finalmente pronunciou: Perfeito, ou quase isso.

Percebeu que ninguém além do capitão do time tinha chegado ainda, então voou até a arquibancada mais próxima e observou Ariel sobrevoar o campo, se perguntando como seria o teste, o que ele estaria planejando para testar suas habilidades, embora já conhecesse muito bem, pois sempre jogavam nas férias. Concentrava-se enquanto aguardava, de certa forma ansiosa, torcendo para satisfazer os requisitos para entrar no time, e se sair melhor do que os outros candidados a batedores.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ariel Enkelis

avatar

Mensagens : 27
Player : Alisson

MensagemAssunto: Re: 25 de Março | Segunda| Inicio da Noite|RP Fechada | Campo de Quadribol   Seg Dez 12, 2011 9:16 am

25 de Março -Segunda- Noite, 19 hs.
Post Anterior: Primeiro Post
RP Fechada - Alunos da Brave, Gabriel Enkelis, Raphel Enkelis

Narração - pensamentos - falas - falas alheias
Confiança palavra perfeita para expressar o que Ariel sentia, não deixaria escapar a taça de Quadribol, não mesmo. Era preciso encerrar com chave de ouro sua liderança frente ao time da Brave, e não admitiria perder para a Hakí, ainda mis com o Lancaster como capitão. Tinha um grande problema, teriam que remontar todo o time, seus melhores jogadores não sobreviveram ao ultimo desastre e outro tinha se formado no ultimo ano. Contava com Janna única que restara do time da ultima temporada, teria muito trabalho pela frente, recomeçar e sempre muito difícil. Desistir não passava por sua cabeça, iria levantara taça de campeão a qualquer custo.

Os alunos interessados começavam a chegar, era perceptível que muitos deles não teriam a mínima condição de representara a Brave , mas já que estavam ali, não custava fazer os testes com eles. Bellia fora a primeira a chegar, e é claro que não perdia tempo e já demonstrava sua habilidade na vassoura, porém, teria que fazer os testes como todos. Ariel que estava no centro do campo, utilizou sua varinha para ampliar o volume de sua voz. – Boa Noite a todos, não irei fazer nenhum discurso, comecemos logo os testes. Primeiro quero que todos sem exceção deixem suas vassouras e venham para o meio do campo, estão vendo estas vassouras?? Disse apontando para duas fileiras de vassouras do mesmo modelo, que pertenciam ao castelo.– eu sei que elas são ultrapassadas, e que já estão fora de linha, vocês terão que mostrar sua habilidade de vôo nelas, um bom jogador sabe lidar com tudo. Alguns alunos pareçam não estar satisfeitos, já que muitos contavam vantagem por apresentarem vassouras modernas e rápidas, igualdade para Ariel era fundamental.

-- Vocês terão que sobrevoar todo o campo, o que e bem fácil de fazer, entretanto terão que se desviar dos balaços e de outros empecilhos. Ariel voou até a cabine do Narrador um ótimo lugar para se observar tudo que iria acontecer no campo, pegou sua varinha e conjurou aves negras e enfeitiçou-as para que atacassem os jogadores. Um bando de corvos negros iam em direção dos alunos e muitos já poderiam ser desclassificados. Ele teria muito trabalho para refazer o time, porém valeria todo o esforço.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mikael G. Enkelis

avatar

Mensagens : 9
Player : André

MensagemAssunto: Re: 25 de Março | Segunda| Inicio da Noite|RP Fechada | Campo de Quadribol   Seg Dez 12, 2011 4:12 pm





Teste de Quadribol

e eu aqui forçado...





Havia acabado de chegar. Atrasado, o que não era de seu perfil. Havia esquecido da promessa feita por perder aquela aposta inútil. Como poderia ter caído naquele truque infantil de Bellia? Nem mesmo ele escapava das artimanhas daquela garota, mesmo esta sendo um ano mais nova que ele e, obviamente, mais incapaz psicologicamente.


Todavia, compromisso assumido é compromisso cumprido. Ou assim que aprendera em sua infância. Mesmo a contragosto, e em cima da hora, fora fazer aquele bendito teste. Mal chegara, conseguira olhar nos olhos de sua prima, dizendo, mesmo que sem palavras, que ela estaria perdida se algo ocorresse com ambos.


Mas não houve muito tempo para dar o recado que tanto desejava a ela. Seu primo, Ariel, um dos melhores goleiros que já conhecera, começava o tão ansioso teste, ordenando que todos pegassem vassouras do próprio castelo, fazendo Mikael soltar um muxoxo.


"Ótimo... Além de vir forçado, ainda tenho que voar com uma vassoura que não estou acostumado... Ótimo... Valeu, Bellia..." - pensava, jogando sua vassoura de qualquer jeito na grama, enquanto se encaminhava ao lado de sua prima, pegando a vassoura com um certo receio, não por duvidar de suas habilidades, mas por duvidar do que a vassoura poderia aguentar com ele, que fazia coisas absurdas quando em voo.


Seu olhar se perdeu nos céus, enquanto seu primo lhes dizia o que deveria fazer. Apenas dar uma volta no campo, desviando de balaços e empecilhos. Fácil, para ele. Difícil, talvez, para a vassoura...


- Que tal fazermos uma aposta, Bellia? Vamos ver quem consegue dar a volta primeiro? Se eu vencer, você me dará toda a sua mesada do mês... - sussurrava rapidamente, para somente ela ouví-lo. Em seguida, sem esperar resposta pela sua pergunta, como que instintivamente sabendo que a mesma não teria opção a não ser cumprir tal desafio, dera o impulso inicial, com o máximo de força que conseguia.


Sentia, finalmente, o vento bater em suas vestes, sua face. Lembrava-se, finalmente, do por que jogava quadribol. A sensação de liberdade, de ser capaz de tudo finalmente o atingiu, mudando-o completamente.


Esperara sua prima subir ao seu lado, para, finalmente, perceber que outros empecilhos. Corvos negros, de tamanho um pouco maior que o comum. Lambera os lábios, sentindo seu instinto animalesco querer tomar conta de seu raciocínio, mas logo voltara ao normal. Não iria se deixar levar só por aqueles pássaros parecem deliciosamente saborosos.


- Em suas marcas... - começava a dizer, tão logo os pássaros começavam a se mover na direção daqueles mais apressadinhos. -Já! - gritara, inclinando seu corpo para frente, quase encostando seu tronco no cabo irregular da vassoura, começando, desde o princípio, com a velocidade máxima que aquela vassoura antiga conseguia ir. Não iria, nunca, perder para ela. Não em algo que tanto gostava.


Só esperava que ela não se arrependesse depois...


OFF: Então, cambada, está postado a parte básica, logo mais edito para terminar de dar a volta no campo... Fui!


Voltar ao Topo Ir em baixo
Leonidas Arruda Lancaster

avatar

Mensagens : 16
Player : Pinho

MensagemAssunto: Re: 25 de Março | Segunda| Inicio da Noite|RP Fechada | Campo de Quadribol   Ter Dez 13, 2011 3:24 pm

25 de Março – Segunda-Feira – Noite, 19hrs15min.
Post Anterior: Embarque
RP Fechada – Alunos da Brave, Gabriel Enkelis, Raphael Enkelis.
Narração e Pensamentos – Falas"Falas de outros."


O dia todo se resumiu a pensar no teste de quadribol que seria feito naquela noite. Sempre quis fazer parte do time da Brave, mesmo não sendo bom o suficiente para conseguir de fato tirar a vaga de um outro aluno. A maioria dos que iam fazer o exame para o time tinha tempo disponível para treinar vôo durante as férias, e eu nem sequer tinha uma vassoura. Não vou negar que as aulas de vôo nunca foram minhas preferidas já que as provas nunca eram difíceis, então eu geralmente as matava para dar lugar a revisão de feitiços ou transfiguração.

Passei pelo armário de vassouras do castelo e peguei uma nimbus 2001 que estava lá. Os passos eram largos e apressados me fazendo chegar a área externa com um velocidade incrível. Não queria ser visto por ninguém, portanto fiz a volta no campo a pé e subi as escadas até uma das arquibancadas da Brave, lá fiquei quieto e observando todos que chegavam. O capitão chegou e chamou todos para que as instruções do exame fossem dadas, daí eu me apressei para descer e ir até o centro do campo onde a maioria já estava desde que chegou.

Todos iríamos ser testados em um único modelo de vassoura – exatamente o que o ultrapassado que o castelo disponibilizava e que de todo modo seria o meu. Jovens habilidosos e bem preparados estavam ali, eu queria ser batedor e por sorte teria menos concorrência para a vaga. Ou não. Montei na que eu havia trazido e dei o impulso para sair do chão. Não tinha pratica e pelo riso debochado de uma garota lá em baixo percebi que eu estava subindo desengonçadamente, mas isso não iria me intimidar, alguns minutos voando e eu pegaria novamente a pratica. Fui dando umas voltinhas básicas e vi quando Bellia passou voando por mim numa velocidade incrível, o que me fez suspirar de inveja.

Não vou negar que não conseguia enxergar pouco mais de um palmo a minha frente, já que mantinha minha atenção em não cair da vassoura e pagar o maior mico na frente de todos. O capitão não deu muitas instruções, eu mesmo estava fazendo um teste para batedor sem nenhum bastão, mas pelo que entendi aquilo seria apenas um exame de vôo, portanto estava testando nossa habilidade na vassoura e só isto. Não sei se os balaços foram lançados, só sei que no segundo minuto que estava no ar corvos vieram em minha direção e me fizeram colocar o meu peso para frente de vassoura e dar velocidade para mesma.

O vento gélido batia no meu rosto e fazia com que meus olhos lacrimejassem descontroladamente. Um grupo de aves vinha atrás de mim e eu não conseguia nem me equilibrar direito, meu corpo caía para o lado direito e não estava confiante de me aprumar, pois achava que se tentasse o fazer com certeza acabaria caindo. Sabia que não estava indo bem, mas acreditem que tinha gente muito pior, uma garota de cabelos louros estava tendo problemas sérios com os corvos, problemas tão sérios que ela sacou a varinha e tacou fogo em alguns deles enquanto outros beliscavam seus cabelos e seu rosto.

Um garoto em minha frente fez uma manobra super arriscada e bateu com a parte de palha de sua nimbus em uma das aves que veio direto em minha direção, iria levar uma bela pancada no rosto e aí sim acabaria caindo, mas por sorte dos deuses consegui dar um rasante em direção ao chão e depois me controlei e ganhei altura novamente. Aquela vaga tinha de ser minha, eu precisava daquele lugar no time para criar contato com meu irmão, mesmo que em partidas um contra o outro. Era uma forma de conquistar o seu respeito.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ariel Enkelis

avatar

Mensagens : 27
Player : Alisson

MensagemAssunto: Re: 25 de Março | Segunda| Inicio da Noite|RP Fechada | Campo de Quadribol   Qua Dez 14, 2011 7:46 am

25 de Março -Segunda- Noite, 19:25 hs.
Post Anterior: Primeiro Post
RP Fechada - Alunos da Brave, Gabriel Enkelis, Raphel Enkelis

Narração - pensamentos - falas - falas alheias
Não estava sendo exatamente o que Ariel esperava, haviam se passado poucos minutos e muitos já tinham sérios problemas. O capitão saiu de seu posto e sobrevoou até o campo, uma aluna do terceiro ano estava tendo problemas sérios, com sua varinha o garoto ordenou aos corvos que atacasse outra vitima, no caso sua irmã. E fez o mesmo com outros alunos, mudando o alvo dos corvos assassinos. Cinco minutos de testes e quase metade dos candidatos estava desclassificada. Encaminhados para a enfermaria pela equipe de suporte, Ariel voltou sua atenção para o restante, com um novo aceno de varinha conjurou outros corvos. – vocês terão que fazer muito mais, caso almejem uma vaga no time. Ariel não iria desanimar, não mesmo, até porque faltava pouco mais de um mês para o primeiro jogo da temporada.

Ariel fez sinal para que janna começasse a atirar os balaços, ela era uma ótima batedora. O teste começava a tomar forma, só que ele iria fazer as coisas aos poucos. Iria testar agilidade, mira, inteligência, força de todos os candidatos, já que às vezes muitos não acertam na posição melhor para eles. Ariel soltou os balaços e janna começava a atirar-los com força e destreza. Além da batedora do time, o professor de vôo o auxiliava nesta tarefa. Além dos balaços que ele havia enfeitiçado, o teste começava a ficar mais perigoso e sua atenção aumentada. O goleiro voltou para a cabine do narrador, e ficou observando todos os movimentos.

-- Vamos, mostrem porque querem entrar pro time. Ariel era um capitão competente, exigente e chato. Cobrava muito dos seus jogadores, e aquele ano não seria diferente, teria muito trabalho pela frente, por sorte poderia contar com Janna, ele o indicaria para capita no próximo ano. Já que ela tinha um perfil perfeito para o mesmo, e ganhar aquela temporada tinha o mesmo sabor para a garota. Ariel estava ansioso, preocupado, será que conseguiria um bom time? Só teria resposta depois, por isso desanimar jamais.


Última edição por Ariel Enkelis em Sab Dez 17, 2011 10:41 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bellia Enkelis

avatar

Mensagens : 43
Player : Miih

MensagemAssunto: Re: 25 de Março | Segunda| Inicio da Noite|RP Fechada | Campo de Quadribol   Qua Dez 14, 2011 9:07 am

24 de Março - Segunda - Noite
Área Externa, Campo de Quadribol
Post Anterior: Embarque
RP Fechada - Alunos da Brave, Gabriel Enkelis, Raphel Enkelis

Narração - Fala


Bellia já podia sentir uma pontinha de impaciência, quando viu seu primo chegando ao campo de quadribol. Ele não parecia muito satisfeito em estar ali, uma vez que o único motivo que o levara a fazer o teste era o fato de ter perdido uma aposta para a prima. Isso com certeza abriu um bom sorriso no rosto da garota.

A medida que os alunos para o teste iam chegando e a hora marcada se aproximava, Ariel explicava o que teriam de fazer e como o fazer. Alguns se mostraram insatisfeito em ter que usar uma vassoura da escola, mas como Bellia já teria que usar uma da escola de qual quer maneira, não se importou nenhum um pouco. Afinal, nada mais justo do que avaliar a todos nas mesmas condições.

Bellia caminhou ansiosa até as vassouras apontadas pelo irmão e pegou uma, já montando na mesma e dando um pequeno impulso para sobrevoar alguns centímetros do chão. Rotacionou a vassoura levemente de um lado para o outro, apenas para se adaptar a mesma, perceber como seria para fazer as curvas, como era sua aceleração e etc.

Quando Mikael sugeriu uma aposta, Bellia voltou ao chão para se preparar para uma boa arrancada. Se quisesse vencer o primo teria que dar um bom impulso e sair a toda velocidade logo de início, só teria que desviar dos obstáculos de Ariel e vencer seu primo em uma corrida, isso seria mais divertido do que imaginava.

-Mikael, então você não se cansou de perder apostas para mim? Quanto você ganha de mesada mesmo?

Colocou toda a força em suas pernas e disparou cortando o vento em alta velocidade atrás de Mikael, passou rapidamente por todos, se destacando entre os alunos que faziam o teste. O primo não era dos mais lentos e apesar de ter levantado voo antes, Bellia já estava a seu alcance. Como se não bastasse o obstáculo Mikael, corvos tentavam lhe atrapalhar durante o voo, mas para Bellia isso só deixava as coisas mais divertidas.

O primeiro corvo veio de frente, seria uma linda colisão, se no último instante a garota não tivesse desviado e continuado seu curso, deixando o corvo desnorteado para trás. Riu da ideia de fazer com que todos que assistiam pensassem que ela iria colidir com ele, a garota gostava de suspenses e forte emoções. Logo depois apareceram dois nas laterias, fazendo com que Bellia fizesse uma habilidosa manobra no ar desviando da primeira pela direita e da segunda por cima. Mas para sua surpresa outro pássaro já vinha em sua direção e a garota foi obrigada e virar rapidamente a vassoura de cabeça para baixo. Segurou firme e tomou impulso para voltar sua posição para cima.

A esse ponto já tinha passado Mikael e estava em sua segunda volta pelo campo, quando os balaços apareceram. Esses pareciam mais espertos e violentos do que os corvos, ótimo. Ela desviou de dois com sucesso até que começou a ficar de saco cheio de ficar desviando de tudo, afinal seu teste era para batedora e não para artilheira.

E mesmo não estando com um bastão resolveu que era hora de rebater um balaço. Tomou uma boa distancia de Mikael e olhou para trás para ver qual o próximo balaço se dirigia para ela. Assim que ele chegou perto o bastante, Bellia rotacionou violentamente sua vassoura no eixo y e rebateu o balaço, mandando em direção aos alunos mais atrasados na corrida, Mikael desviou com exito, mas outro aluno atrás dele não teve a mesma sorte.

Nesse momento alguém segurava o cabo de sua vassoura desesperadamente tentando não cair, enquanto a Enkelis continuava sua corrida satisfeita. Afinal, é assim que o quadribol funciona não é mesmo?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Janna Amorim

avatar

Mensagens : 54
Player : Aninha

MensagemAssunto: Re: 25 de Março | Segunda| Inicio da Noite|RP Fechada | Campo de Quadribol   Qua Dez 14, 2011 10:46 am


24 de Março - Segunda - Noite
Área Externa, Campo de Quadribol
Post Anterior: Corredores
RP Fechada - Alunos da Brave, Gabriel Enkelis, Raphel Enkelis

Narração - pensamentos - falas - falas alheias

Chega a ser inacreditável a falta de sorte que o time da Brave tem, como é possível que praticamente todos - tirando o que se formou - os jogadores tenham morrido durante o desastre que teve? Só sobrou eu. Tá certo que modéstia á parte eu sou muito boa no que faço, mas não dá pra eu levar o time inteiro nas costas né? Então exatamente por isso que em plena segunda feira á noite, lá estava eu caminhando para o campo de Quadribol com minha vassoura numa mão, e o bastão na outra. Fiquei de ajudar Ariel no teste pro time, teríamos a difícil tarefa de encontrar substitutos para todas as posições, e estes teriam que ter talento e habilidade o suficiente para dentro de um mês jogarem a primeira partida sem fazer o time pagar mico. Difícil sim, mas não impossível, talvez só um pouco complicado.

Meu encontro com o vidente metido me atrasou um pouco, e quando cheguei o teste já havia se iniciado. Os candidatos voavam sendo atacados por corvos e eu retiro o que disse antes, á julgar pelo desempenho patético e atrapalhado de alguns, aquilo seria MUITO complicado. Ao me ver Ariel acenou com a cabeça me dando o autorização para desempenhar meu papel no teste. Qual? Simples, faria o que sou melhor, arremessar balaços e tentar derrubar alguns de suas vassouras. Legal né? Pra mim é claro, porque pra eles tenho a ligeira impressão de que não iam gostar muito.

Montei na minha vasoura e sobrevoei o campo observando meus alvos alguns segundos antes do primeiro balaço ser solto e eu rebatê-lo com força na direção de um garoto magricela que não estava muito longe. O mesmo não teve reflexo nem agilidade o suficiente para se desviar, e foi acertado no estômago caindo da vassoura logo em seguida"que molenga". Os pássaros continuavam atacando-os e eu passei a voar entre eles rebatendo balaços em suas direções já eliminando os menos ágeis, e ficando de olho nos mais habilidosos como uma garota de cabelos vermelhos que rebateu um de meus balaços com a própria vassoura.

Era a irmã do capitão do time, a conhecia apenas de vista mas pelo jeito o talento para o quadribol era de família, já que Ariel também era um ótimo goleiro. A ruiva não parava quieta, hora se livrando dos corvos, hora rebatendo e se desviando dos balaços com facilidade. Então decidi difilcutar um pouco mais para a garota, inclinei minha vassoura para baixo na direção dela, e desci ganhando velocidade a cada segundo. Não tinha nada contra ela, só estava fazendo meu trabalho, que era dificultar as coisas pros avaliados. A atingi pela lateral, jogando meu corpo contra o dela de forma violenta com o propósito de derrubá-la da vassoura.

Notas: Gente descupem a demora pra postar, mas agora eu voltei! \o/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mikael G. Enkelis

avatar

Mensagens : 9
Player : André

MensagemAssunto: Re: 25 de Março | Segunda| Inicio da Noite|RP Fechada | Campo de Quadribol   Qua Dez 14, 2011 5:26 pm





Teste de Quadribol

e eu aqui forçado - Parte 2...





Havia a esperado inutilmente. Sabia que ela não o esperaria, como fazia todas as vezes, mas não se importava. Seria melhor ganhar dela de virada. Mostraria quem era o ás da vassoura. Mostraria que não apenas de vitória a garota, agora a sua frente, viveria. Aquela vitória estaria no papo.


Acelerara o máximo que consegui com aquela vassoura, mantendo sempre a mesma distância, apenas para aumentar a adrenalina e passá-la na volta final.


Tamanha a vontade de fazer isso, mal percebera que passava os alunos menos hábeis e talentosos, que, assustados com os pássaros acompanhando seus movimentos, desaceleravam ou , pior, se desequilibravam sozinhos.


Suspirara profundamente. Aquela corrida seria interessante. Ainda mais por que, instantes após se distanciar daqueles principiantes, o primeiro obsetáculo aparecia, cada vez mais perto, voando assustadoramente em sua direção. Passara a língua nos lábios, se aproximando cada vez mais daquele pássaro negro, que grasnava espalhafatosamente. No último instante, girava sua vassoura, ficando momentaneamente de cabeça para baixo, deixando o pobre animal surpreso, desaparecendo da frente de seus olhos em instantes.


Ainda de cabeça para baixo, cruzara suas pernas no cabo da vassoura, garantindo uma maior segurança para si mesmo. Sem medo ou hesitação, soltara as mãos da vassoura, jogando-os em direção ao chão, enquanto gritava, em êxtase, vendo mais um corvo se aproximando, a todo vapor, pronto para arranhá-lo com suas garras.


Com um meio sorriso, Mikael entendera o desafio, voltando suas mãos para a vassoura, sem se preocupar. Novamente, deixara o animal se aproximar de si, e, no último instante, apoiara todo o seu tronco na vassoura, executando o mesmo movimento de outrora, só que, desta vez, de modo contínuo.


Conseguira desviar do animal, conseguindo, além disso, bater o seu ombro no mesmo, desestabilizando seu vôo e mudando seu rumo. Todavia, ao voltar para a brincadeira executada, via que havia perdido terreno. Bellia havia ganhado distância.


Balançando sua cabeça negativamente para si mesmo, acelerara um pouco mais, fazendo a vassoura tremer, devido ao esforço que suas velhas cerdas não mais estavam acostumadas. Era chegada a hora de parar de brincar e encarar seriamente aquele desafio.


Sem saber, aquela fora a decisão mais sábia que havia tomado, desde que chegara aquele bendito teste. três balaços vinham em sua direção, cada qual de uma diagonal diferente. Engolindo em seco, virara seu corpo para baixo novamente, relaxando seus músculos, desviando assim do primeiro balaço.


Em seguida, virara sua vassoura para a direita, conseguindo desviar do segundo. Todavia, quase não foi rápido o bastante para desviar do terceiro, que passara raspando a sua cabeça, fazendo-o ralhar consigo mesmo por estar enferrujado.


Ainda maldizendo a sua própria desgraça e a queimadura em sua cabeça, o Enkelis se virava normalmente, vendo sua prima fazendo a sua especialidade: rebater um balaço. Mas, desta vez, era diferente. Sem um bastão, a mesma girara a vassoura em seu próprio eixo, rebatendo em sua direção aquele balaço com apenas o cabo de uma vassoura velha, arrancando um leve sorriso de Mikael. Aquilo era bem a cara dela.


Jogara sua vassoura para o lado esquerdo, bem a tempo de ver quem fora a autora de arremessar o balaço em sua prima. Janna Amorim. Uma garota muito gata, mas que Mikael achava meio séria demais. Tão séria que resolvera utilizar seu próprio corpo para dificultar as coisas para Bellia, o que era ótimo para o próprio Mikael.


Desacelerara um pouco a vassoura, a tempo de vê-la se aproximar de sua prima ameaçadoramente. Aproveitara que ela estava descendo e o garoto aumentara a sua altitude, calculando rapidamente o trajeto de Janna. Virando-se de cabeça para baixo, esperara o momento propício para baixar suas mãos, em direção a um único alvo: os seios de Janna.


Não fazia isso por que era um sádico pervertido, mas sim por que queria uma disputa mais limpa para com sua prima, que, apesar da raiva contida naquele momento, o fazia perceber o quanto precisava daquele esporte para desestressar depois das aulas. Mesmo não querendo admitir, devia uma para ela.


Com velocidade, 'levantara' os dois braços para baixo, fazendo-a passar pelo arco. Com um cálculo quase perfeito, o garoto conseguira passar suas mãos de raspão nos seios daquela garota, recolhendo seus braços rapidamente, segurando-se na vassoura no instante em que um balaço atingia a ponta do cabo de sua vassoura, fazendo-a girar perigosamente.


Talvez pelo instinto ou somente pelo susto, o garoto rangia os dentes, enquanto se forçava a parar a vassoura, perdendo a noção do que acontecia a sua volta. Com dificuldade, parara a vassoura no ar e voltara para a posição normal de voo, enquanto, estático, tentava recuperar seu senso de direção...


OFF: Então,Eu ia editar, mas como um monte de gente postou, resolvi postar outro post... Bellia, depois conversamos sobre nosso próximo post...kkk


Voltar ao Topo Ir em baixo
Bellia Enkelis

avatar

Mensagens : 43
Player : Miih

MensagemAssunto: Re: 25 de Março | Segunda| Inicio da Noite|RP Fechada | Campo de Quadribol   Qua Dez 14, 2011 9:30 pm

24 de Março - Segunda - Noite
Área Externa, Campo de Quadribol
Post Anterior: Embarque
RP Fechada - Alunos da Brave, Gabriel Enkelis, Raphel Enkelis

Narração - Pensamentos


Quanto maior a altitude, qnto mais balaços, mais Bellia se esforçava no teste. Enfim, quanto maior o desafio, maior o desempenho da garota. E as coisas estavam ficando interessantes para seu lado, obtivera sucesso ao desviar e combater todos os balaços, o que chamou a atenção da atual Batedora do time, a garota que ajudava nos testes.

Janna estava disposta a dificultar as coisas para Bellia, isso só podia significar que a garota estava se saindo bem. Bellia pode ver de relance a batedora, que já fazia parte do time, se aproximar em toda velocidade. Não teve tempo de desviar, sua única opção foi manter firme sua vassoura no percurso, não se deixando abalar muito pelo impacto da colisão entre as duas.

Nesse momento elas voavam emparelhadas, Janna tentava um jogo de corpo para tirar a Enkelis da rota, mas a ruivinha se manteve firme na vassoura. Não deixaria se abalar tão facilmente, não era de recuar em um desafio desse tipo. Mas por outro lado tinha pressa, para não perder a aposta com Mikael.

Vamos ver quem vai cair então.

Com toda a força que conseguiu reunir, Bellia também jogou seu corpo contra o dela e ficaram por um momento disputando força, uma tentando jogar a outra para fora da vassoura. Bellia, com toda sua experiencia em brigas e confusões estava certa de que derrubar alguém da vassoura não seria tão difícil, mas algo lhes chamara a atenção antes de ficar definido quem realmente iria levantar a bandeira branca.

Por um momento desejou estar vendo coisas, tentou não acreditar na possibilidade de isso ser verdade. Mas sim, infelizmente seu primo espertinho se aproveitara da situação. A garota não sabia ao certo se ele estava tentando prejudicá-la, ajudá-la ou simplesmente "encantado" por Janna.

O fato é que isso distraiu as duas e com certeza faria alguma diferença na avaliação de seu teste. Mikael, você me paga por isso. Bellia aproveitou o momento em que ele tentava virar de cabeça para cima novamente, tendo de desviar de um corvo e perdendo o controle por uns instantes, para rebate-lo assim como fez com os balaços antes. Infelizmente a única coisa que acertara foi o cabo da vassoura do primo.

Voltou sua atenção para o teste, trazendo de volta sua vassoura ao caminho designado, as voltas ao campo. Ficou atenta aos movimentos de Janna, ela poderia tentar dificultar seu teste novamente a qual quer momento.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Janna Amorim

avatar

Mensagens : 54
Player : Aninha

MensagemAssunto: Re: 25 de Março | Segunda| Inicio da Noite|RP Fechada | Campo de Quadribol   Qui Dez 15, 2011 8:05 pm


24 de Março - Segunda - Noite
Área Externa, Campo de Quadribol
Post Anterior: Corredores
RP Fechada - Alunos da Brave, Gabriel Enkelis, Raphel Enkelis

Narração - pensamentos - falas - falas alheias

A ruiva era mais forte do que eu pensava, não se abalou com a colisão e por alguns segundos me enfrentou disputando força comigo para ver qual das duas cairia primeiro da vassoura. Ela era boa, mas não o suficiente pra me derrubar da vassoura, nunca ninguém o fez até hoje, e ela não seria uma excessão. Mas eu estava gostando do jeito agressivo da garota, e esperava que ela soubesse usar toda aquela força com um bastão na mão. Ainda estava voando emparelhada com ela quando senti uma mão tocar meu peito. Putz! Se tem algo que me tira do sério mais do que xingamentos preconceituosos, é tocar em mim. E aquele idiota safado não sabia com quem estava mechendo. Abri espaço entre mim e a ruiva e chutei de forma maldosa - como os obskurní costumam fazer durante os jogos - a cauda de sua vassoura fazendo-a rodopiar e por um momento perder o controle.

Eu tinha cumprido minha parte com a garota, agora era a vez do tarado aproveitador ter seu teste. Avistei um balaço descontrolado perdido acima de todos, e inclinei a vassoura para cima e ganhei altura voando velozmente pelo campo até alcançá-lo. Com o bastão firme em minha mão rebati violentamente a bola marrom na direção do tal garoto. Sabe qual é a melhor parte de se estar num teste e não num jogo oficial? Não havia juiz para me impedir de quebrar a cara de quem eu quisesse. Acompanhei o trajeto do balaço voando na direção dele, e aproveitando sua distração ao se desviar do perigo, o surpreendi com um soco de direita no seu nariz e uma pancada - com a ponta do bastão - em seu estômago - Toca em mim de novo e da próxima vez chuto seu saco, seu idiota! - adverti enquanto ele "curtia" seu momento de dor.

Olhei para a cabine de locução e vi que Ariel não estava, provavelmente tinha ido levar alguém na enfermaria e como eu era a segunda no comando ali decidi assumi a função. Assobiei alto para chamar a atenção de todos e aterricei no chão, esperando todos fazerem o mesmo. Quando todos chegaram fuzilei o garoto com o olhar e me pronunciei me dirigindo á todos, mas dando amostra clara de que estava me referindo á ele - Fazer parte de um time requer acima de tudo disciplina, e disciplina inclui respeito - meu tom de voz era sério, e sim, eu ainda estava brava - E se tem alguém aqui que não é capaz disso é melhor que se retire - me aproximei parando á frente do garoto e o fitei, continuando meu discurso diretamente pra ele - Porque se quiséssemos um time de ogros estúpidos e imbecis... - frisei cada insulto com um toque desafiador em seu ombro - Esse seria um teste para o time da Obskurní e não para o da Brave.

Me virei e voltei ao centro do círculo que se formara - Você entendeu ou além de tarado também é lesado? - perguntei diretamente para o garoto expressando claramente minha raiva e desaprovação quanto á sua total falta de respeito comigo. E acredite, um soco e uma pancada no estômago não era nem um terço do que eu seria capaz de fazer com ele naquele momento. E muito menos o que eu faria caso ele entrasse para o time, tornaria sua vida mais dolorosa do que podia imaginar. - De volta ao teste pessoal! E menos lerdeza, e mais garra nisso! - ordenei montando em minha vassoura, aos poucos todos fizeram o mesmo, alguns já voavam pelo campo e outros ainda nem tinha levantado vôo. Sem perca de tempo rebati um balaço na direção de um garoto moreno - Leonidas - retardatário que estava demorando pra levantar vôo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ariel Enkelis

avatar

Mensagens : 27
Player : Alisson

MensagemAssunto: Re: 25 de Março | Segunda| Inicio da Noite|RP Fechada | Campo de Quadribol   Sab Dez 17, 2011 10:47 am

25 de Março -Segunda- Noite, 19:35 hs.
Post Anterior: Primeiro Post
RP Fechada - Alunos da Brave, Gabriel Enkelis, Raphel Enkelis

Narração - pensamentos - falas - falas alheias

Decepção, isto que o goleiro estava sentindo naquele instante. Pouco mais de trinta minutos de treino e mais da metade dos candidatos já estavam eliminados do teste, muitos não conseguiam se quer manter-se equilibrados na vassoura. Não deveria ter aceitado as inscrições de todos os anos, deixaria um conselho para os próximos capitães, só alunos a partir do quarto ano deveriam jogar Quadribol, uma garota ruiva do terceiro ano, tinha se desequilibrado de sua vassoura e acabara caindo de uma altura razoável, resultado tinha fraturado o braço. Ariel passou o comando do teste para Janna e levou a garota até a enfermaria. Muitos tinham se machucado, mas aquele tinha sido o caso mais grave, ela estava sangrando por causa dos corvos, eles saberiam o que fazer com ela, por isso ele não estava preocupado, como era muito organizado e preocupado, alem de solicitar o campo para os treinos, tinha enviado em anexo a diretoria tudo que estava planejado para os testes, inclusive os diabretes, não havia com o que se preocupar.

Depois de alguns minutos voltara ao campo, e uma garota que estava próxima a cabine do narrador, fizera questão de “fofocar” tudo que tinha acontecido enquanto ele estava fora, o que incluía a disputa particular de sua irmã e primo, o que era de se esperar, eles viviam fazendo apostas bestas,um com o outro. E sim, o desrespeito de seu primo para com Janna e da reação da loira, o que era de se esperar. Ariel não fizera nada, ou comentara somente ouvia, enquanto a batedora confirmava com um olhar. Teria uma boa conversa com os dois, como ele era monitor podia passar algumas pequenas detenções por desobediência, e como capitão do time também tinha permissão para tal, e iria fazer, e sabia que Bellia iria espernear, brigar, e chama-lo de chatariel, mas que chamasse, ele era chato mesmo, no que se referia a disciplina.

Ariel voou até o centro do campo, que estava uma confusão balaços em todas as direções, já não havia mais corvos, os poucos que restavam foram incendiados por ele segundos antes, apitou para chamar a atenção de todos. Em pouco segundos todos os candidatos que restavam estavam ao seu redor, ainda nas vassouras– Prestem atenção, Disciplina, respeito, coragem e, sobretudo jogar limpo, são qualidades essenciais para quem desejar jogar na Brave, estamos entendidos?Falou com um tom autoritário, olhando no rosto de cada um, demorando um pouco mais em Mikael e Bellia. Dos quase cinqüenta inscritos, haviam sobrado somente vinte e cinco, só que ele dispensara outros seis, sobrando apenas dezenove.

-- Parabéns a vocês que chegaram até aqui, iremos continuar com os testes específicos. Ariel tinha retomado o animo, apesar das dificuldades encontras pareciam ter bons jogadores ali, e eles iriam treinar muito mesmo.. -- Quero que se dividam em três grupos, temos uma vaga para apanhador, uma vaga para batedores, e três vagas para artilheiros, agrupem-se de acordo com a vaga almejada. Não demorou muito tempo para que três grupos se formassem, a posição mais concorrida era a de batedor, o que significava mais trabalho para Janna, já que ela estava responsável por esta posição.. – vamos iniciar com os batedores, Janna irá aplicar os testes, Boa sorte. Ariel orientou aos outros alunos para que deixassem o campo, com o apito autorizou o inicio dos testes.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mikael G. Enkelis

avatar

Mensagens : 9
Player : André

MensagemAssunto: Re: 25 de Março | Segunda| Inicio da Noite|RP Fechada | Campo de Quadribol   Seg Dez 19, 2011 7:55 pm





Teste de Quadribol

e eu aqui forçado - Parte 3...





Mikael demorara um pouco para voltar o seu rumo. Sentia-se um pouco tonto, mas já havia se acostumado a aquilo, já que todos os jogos sua maior especialidade era ficar girando o corpo no próprio eixo. Mas, mesmo assim, aquilo ainda o deixava desajeitado.


Pouco a pouco, observava o que acontecia a sua volta, vendo a vassoura de sua irmã rodopiar, sem, no entanto, ver a batedora que provavelmente causara aquilo. Definitivamente, aquilo não era um bom sinal. Ainda mais depois do que fizera, apesar de não ter nenhuma intenção maldosa ou maliciosa em seu ato.

Sem parecer preocupado, olhara para os lados, vendo justamente o momento em que a moça batia um balaço em sua direção. Sem demora, virava-se novamente de cabeça para baixo, desviando facilmente do balaço arremessado. No instante em que iniciava o giro para voltar a posição original, recebera um soco no rosto, sendo seguido de uma "bastãozada" perto de seu rim. Se não houvesse iniciado o giro, provavelmente acertaria na boca de seu estômago, e doeria. Muito.


Entretanto, aquilo latejava levemente, mas não demonstrara dor. Já havia levado porradas piores de Bellia durante os jogos que faziam durante as férias familiares.


Tão logo fizera aquilo, chamava a atenção de todos, levando-os até o chão. A contragosto, mas ainda obedecendo a aposta que havia sido designada por Bellia, descera, certo de que aquela garota tentaria humilhá-lo. Com sua pouca experiência com as mulheres raivosas, sabia que elas amavam fazer aquilo. Teria que suportar aquilo, querendo ou não...


Dito e feito. A mesma falava para todos, sempre olhando-o furiosa. Deixara-a falar, mas, enquanto a mesma batia em seu ombro desafiadoramente, quase deixara o seu instinto animal tomar conta de si. Prova disso é que seus olhos, por alguns segundos, ficaram idênticos quando se transformava em raposa.


Desviando o olhar de Janna, esperando que a mesma não tenha notado esta mudança em seu olhar, focara Bellia. A mesma, infelizmente, estava com cara de poucos amigos. Havia atrapalhado o teste dela, claro que haveria de ficar brava com ele. Todavia, a garota mudara sua feição de irritada para de apreensão. Provavelmente, a mesma via em seus olhos a mudança abrupta.


Respirara profundamente uma, duas, três vezes, para que seus olhos voltassem ao normal. Apesar de conseguir assumir sua forma animaga quando quisesse, ainda não conseguia controlar a mesma quando a raiva se instaurava em seu corpo e mente. Um efeito colateral, talvez, da poção que utilizara para trazer a tona seus instintos animalescos.


Pensando em outras coisas, mal ouvira a mesma a dar ordens de voltarem aos testes. Respirara profundamente mais uma vez, sentindo seus olhos voltarem ao normal. Enquanto a mesma arremessava um balaço no Lancaster, talvez para desviar a raiva que ainda sentia de si, Mikael caminhou em sua direção, com a vassoura sendo arrastada no gramado.


Chegou perto de seu ouvido, sussurrando palavras que somente ela compreenderia e ouviria. Falara calmamente, sem deixar extravazar aquela raiva contida, pois sabia que havia agido errado, mas não pediria desculpas. Elas já estavam inclusas em sua dor.


- Para quem diz tanto sobre respeito e disciplina, também deixa-se controlar pela emoção, não é mesmo, srta. Amorim? Ou devo perguntar isto diretamente a srta. Malakay? - perguntava, antes de subir voo.


Lembrava-se como se fosse ontem. Dois anos atrás, em um jogo contra a Haki. Melinda Malakay era uma batedora, que saíra da escola depois daquele dia. Janna utilizara seu bastão para acertar a sua cabeça, depois de um jogo inteiro ouvindo-a falar coisas, no mínimo, indecentes e irritantes. Para sua sorte, o jogo já havia acabado e não havia ninguém mais lá. Apenas uma jovem raposa do ártico que, cansado dos barulhos infernais da comemoração da Brave após o jogo.


Desta forma, ninguém, a não ser ele, sabia daquele fato. E, agora, contando aquilo enfim, sentia-se mais leve e menos culpado. Pegando impulso com a vassoura, voara, a tempo de ouvir o que Ariel, que havia acabado de chegar, dizia. Quando seu olhar recaíra sobre o seu, desviara os olhos. Não gostava quando isso ocorria. Parecia que havia cometido um pecado capital enorme. Mas, de qualquer forma, não podia deixar aquilo lhe atormentar... Algo lhe dizia que seu teste estava próximo...


OFF: Ações e falas combinadas antecipadamente com Janna e com Bellia.


[/quote]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Janna Amorim

avatar

Mensagens : 54
Player : Aninha

MensagemAssunto: Re: 25 de Março | Segunda| Inicio da Noite|RP Fechada | Campo de Quadribol   Ter Dez 20, 2011 4:46 pm


24 de Março - Segunda - Noite
Área Externa, Campo de Quadribol
Post Anterior: Corredores
RP Fechada - Alunos da Brave, Gabriel Enkelis, Raphel Enkelis
Narração - pensamentos - falas - falas alheias

O olhar com que o garoto me fitava era de ódio, parecia não estar acostumado com humilhações ou com gestos tão desafiadores quanto os meus. E daí? Eu pergunto. O que tenho a ver com isso? Absolutamente nada. Pouco me importa o que ele gosta ou deixa de gostar. Mexeu comigo vai tomar no rabo e dane-se.

Mal tinha levantado vôo e Ariel chegou, interrompendo mais uma vez o teste para complementar o meu "sermão". Sabia que ele tinha sido informado do pequeno incidente seguido da minha "singela" agressão. Assim como sabia que ele não falaria nada pra mim, não reclamaria, não brigaria e muito menos chamaria minha atenção. Simplesmente porque não esperava nada diferente de mim, me conhecia bem o suficiente pra não se surpreender com minhas reações violentas. E nem poderia reclamar, afinal, não é esse meu jeito agressivo que por muitas vezes tirou os adversários de campo, deixando os artilheiros livres para fazer o gol?

O capitão mandou o grupo se separar em três filas e a de concorrente á vaga de batedor era a maior de todas. Só porque eu era a responsável por testá-los, definitivamente aquele não estava sendo um dos meus melhores dias. Quando ia me aproximar da fila uma voz sussurrou em meu ouvido - Para quem diz tanto sobre respeito e disciplina, também deixa-se controlar pela emoção, não é mesmo, srta. Amorim? Ou devo perguntar isto diretamente a srta. Malakay? - a voz dele me fez gelar. Como ele sabia daquilo? Me virei para encará-lo - Não sei do que tá falando... - e me afastei, sem olhar para trás, evitando seus olhos.

- O objetivo de um batedor em jogo é proteger os companheiros do seu time de qualquer ameaça, e ao mesmo tempo deve ter reflexos bons o suficiente para se desviar dos ataques do adversário. – minha voz soou alta e firme ao me aproximar dos concorrentes á vaga. – Por isso o teste que vocês vão fazer agora, vai exigir acima de tudo: habilidade de vôo, domínio corporal, reflexo, e determinação. – me virei para o adulto presente em campo (Raphael Enkiles) e fiz o sinal combinado para que ele com um feitiço fizesse os elementos do teste aparecerem.

Imediatamente um lago se formou no meio do campo, seguido mais adiante de uma nuvens de cor escura que fazia chover pesados tijolos de vários tamanhos, desde os pequenos aos maiores. Mais adiante havia vassouras voando descontroladas chocando-se violentamente umas contra as outras, fazendo cerdas caírem ao chão. E ao longe podíamos ver dezenas de balaços cortando o céu velozmente, buscando uma vítima para acertar, juntos, formavam uma mancha negra no céu. Passando por eles, pequenos vulcões que surgiram na grama cuspiam chamas para o alto, um atrás do outro dando a entender que queimariam qualquer um que tentasse passar por eles.

Todos olhavam admirados ou assustados para o cenário que tinha se formado no campo. E me virei para eles novamente – O objetivo de vocês é salvar o jogador em perigo – apontei para o professor Enkiles que voava na outra extremidade do campo, sendo perseguido por cinco balaços. – Mas pra isso, terão que atravessar os obstáculos. – apontei para o lago e criaturas que pareciam mais com piranhas com asas começaram a saltar dele – Terão que atravessar o lago se desviando dos peixes, só um detalhe: são carnívoros e estão com fome. – o murmúrio foi geral, alguns pareciam temerosos já na primeira parte do teste.

– Em seguida desejo sorte ao atravessarem a chuva de tijolos, posso garantir que eles machucam. As vassouras farão o papel dos jogadores adversários, ao passar por elas, atacarão tentando derrubá-los. E cuidado para não perderem seus bastões antes de chegar á nuvens de balaços, precisarão deles para conseguir atravessar e se manter ilesos. Em seguida as coisas vão esquentar um pouquinho, as labaredas seguirão tentando queimar qualquer coisa que se aproxime dos vulcões, ou seja, vocês. – as chamas eram quentes sim, mas eu “esqueci” de dizer que não queimavam, eram apenas para assustar e aumentar adrenalina. - E não pensem que poderão voar acima de qualquer um dos obstáculos, pois há uma barreira mágica que permite uma altura máxima de dez metros.

Suspirei depois da longa explicação – Enfim, passando por tudo isso, chegarão no “jogador” que está sendo perseguido pelos balaços. O teste termina quando todos os cinco balaços forem rebatidos para longe, eliminando a ameaça. Perguntas? Não. – concluí sem dar chances de alguém perguntar algo. Afinal, mais explicado do que aquilo, só se eu utilizasse o método da APAE. – Quem vai ser o primeiro? – perguntei me pondo de lado e esperando o primeiro corajoso á se voluntariar.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Bellia Enkelis

avatar

Mensagens : 43
Player : Miih

MensagemAssunto: Re: 25 de Março | Segunda| Inicio da Noite|RP Fechada | Campo de Quadribol   Ter Dez 27, 2011 9:19 pm

24 de Março - Segunda - Noite
Área Externa, Campo de Quadribol
Post Anterior: Aqui.
RP Fechada - Alunos da Brave, Gabriel Enkelis, Raphel Enkelis

Narração

Após toda a confusão que Mikael tinha criado, nos obrigando a ouvir dois sermões, finalmente voltaram para o teste. Dessa vez separando os candidatos por vaga, os alunos para batedores iriam começar. Janna, como era a batedora do time explicou como seria o teste e suas etapas, Bellia perguntou se a própria batedora da Brave conseguiria completar o teste com perfeição.

Alguns pareceram assustados e com receio, mas a Enkelis não se deixou abater, montou sua vassoura com determinação e se candidatou para ser a primeira. Levantou voo com um impulso forte do chão e acelerou. Passando por cima do lago, piranhas saltaram para fora ameaçadoramente com seus dentes afiados. Eles podiam ser grandes e conseguir pular alto, mas não eram mais rápidos que a garota, que desviou com facilidade de todos.

Acabando o lago, uma chuva começou. E para quem um dia já reclamou de um temporal em um jogo de quadribol, sugiro experimentar essa parte do teste, onde as gotas de água dão lugar a tijolos. Bellia abraçou o bastão, deixando-o em baixo de seu braço, pois era importante mante-lo inteiro até a última parte do teste. Inclinou o corpo sobre a vassoura e passou por baixo da nuvem, desviando dos tijolos com agilidade e velocidade.

Quando o temporal acabou vassouras enfeitiçadas vieram em sua direção. Elas eram como os adversários tentando derrubá-la, e foi a parte do teste mais divertida. Até o momento tudo que tinha que fazer era desviar dos obstáculos, dessa vez precisava atacá-los, derrubá-los.

Chutou, rebateu com o bastão e a própria vassoura, tirando todas de seu caminho. E quando três vassouras vieram ao mesmo tempo para atacá-la, Bellia girou o corpo para baixo e saiu do caminho, fazendo assim com que as vassouras enfeitiçadas chocassem entre si.

Uma vez que as vassouras foram derrotadas, e uma nuvem se aproximava. Mas essa não traziam uma chuva de tijolos e tão pouco era formada por água. Aquilo era uma grande aglomeração de balaços prontos para derrubar qual quer um que tentasse passar por ali. Habilidosamente, Bellia passou pelo meio delas rebatendo uma por uma e desviando de outras ao mesmo tempo. Era preciso muito reflexo, velocidade e força para conseguir não ser atingida pelos balaços.

Depois de todos os testes possível, Bellia se deparou com um vulcão cuspindo fogo para cima. De todos, esse era o que mais a preocupava, afinal rebater o fogo não era uma opção. Preparou-se para passar por la o mais rápido que conseguisse, se desviasse com sucesso só precisaria rebater os balaços em volta de seu tio, caso contrário, desejava conseguir ao menos completar a última etapa antes de as cerdas de sua vassoura pegarem fogo a ponto de derrubá-la.

Passou como um raio pelas chamas, desviando como pode. Perguntou-se por que elas não queimavam, ficando na dúvida se tinha conseguido ou não desviar de tudo, mas não tinha tempo para isso, precisava terminar o teste. Segurou firme o bastão e rebateu com toda força os balaços que perseguiam o professor, libertando-o da ameaça.

Então pousou ao lado e Ariel, de certa forma ansiosa para saber a opinião dele, achava que tinha se saído bem, mas ele era o capitão, quem decidiria o resultado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Light

avatar

Mensagens : 41
Player : Alisson

MensagemAssunto: Re: 25 de Março | Segunda| Inicio da Noite|RP Fechada | Campo de Quadribol   Sex Jan 06, 2012 12:48 pm

Ações Finalizadas

Fica subtendido que o teste foi Finalizado. Em Breve Serão informados quanto aos resultados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: 25 de Março | Segunda| Inicio da Noite|RP Fechada | Campo de Quadribol   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
25 de Março | Segunda| Inicio da Noite|RP Fechada | Campo de Quadribol
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Cap.1] - Pokémon Flamejante ou Preguiçoso? O inicio da jornada.
» Uma noite frustrada
» Em busca de Respostas para a deusa da Noite - Missão para Silena
» Script Dia e Noite "O Mais Procurado" (RMXP)
» Uma noite como outra qualquer

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Academia de Magia Legilimência :: Área Externa-
Ir para: