InícioportalCalendárioGaleriaFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
SEJAM BEM VINDOS À ACADEMIA DE MAGIA LEGILIMÊNCIA!
NOVAS VAGAS PARA CARGOS ESCOLARES E MINISTERIAIS ABERTAS. CONFIRAM!
VOLTA ÀS AULAS!
NÃO DEIXE DE REGISTRAR SEU AVATAR E SUA FICHA DE PERSONAGEM!
TODOS OS AVATARES DEVEM TER O TAMANHO 200X400!

Compartilhe | 
 

 Festa da Páscoa 2010

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
Márcia Parrolas Sames

avatar

Mensagens : 2

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Dom Fev 28, 2010 2:21 pm

Entro na festa, e vejo tudo uma maravilha. Vou para a Mesa dos professores e fico lá obsevando a festa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Epílogo

avatar

Mensagens : 135
Player : Pinho & Sizca

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Dom Fev 28, 2010 3:38 pm

Parte 2

A festa estava realmente boa, todos se divertiam muito com os acontecimentos e conversas que rolavam pelo salão principal. Muitos dos convidados já estavam se despedindo e voltando para legilismeade, ou como a grande maioria, para seus aposentos no castelo. A mesa de funcionários já estava aparentemente vazia, restavam alguns professores, uns poucos aurores e o ministro da magia.
Os três diretores estavam circulando pelo local, Alastor com sua família, Pinho preocupadíssimo, Livera de olho na filha, Sophie, quarta diretora e namorada de Pinho, havia se retirado.

Um barulho ensurdecedor foi houvido por todos os presentes na festa. As grandes portas de mogno do salão principal tremeram. Trovões negros foram vistos pelas grandes janelas rasgando os céus, e parando pelos arredores do salão. Uma risada feminina aumenta aproximadamente 10 vezes ecoou por toda a propriedade do castelo, antes que a risada cessasse as portas de mogno da entrada principal já estavam caídas ao chão. Dois gigantes haviam posto-as a baixo e vinham como comissão de frente para o que aparentava ser um grupo formado por seguidores das trevas. Todos estavam encapuzados e com mascaras cobrindo o rosto, era como viver na era de Voldemort novamente, os alunos pararam de queixo caído, os adultos ficaram sem reação. A frente, o encapuzado que liderava, seu modo de andar e gesticular com a varinha (que já estava em punho) era feminino, percebia-se que uma mulher estava no controle da situação, atrás dela vinham cerca de mais 5 bruxos e um refém.



Sophie Victorie tinha sido apanhada voltando à festa. Ela estava sendo escoltada por um comensal de cada lado, e tentava reagir, se soltar quem sabe. Foi em questão de segundos, eles já estavam ali, com uma diretora em seu poder, e a mesa do corpo docente em mil pedaços. A líder lançara um bombarda máxima, que foi o suficiente para deixar todos os mais qualificados para uma possível batalha, desmaiados entre os pedaços da enorme mesa, ou caídos e feridos. O alvoroço começou a percorrer o local. Alunos corriam desesperados de uma lado para o outro. Dois dos comensais, voltaram a tomar a forma de fumaça e foram para locais diferentes do salão, locais que podemos dizer que foram estrategiados. A mulher abaixa o capuz e deixa que todos relembrem sua beleza, era Joanne Dark, uma bruxa que quando mais nova se denominava Lady das Trevas, com mais uns movimentos de varinha todas as belas cortinas das casas comunais começaram a entrar em chamas.



Pinho correu com o intuito de soltar sua amada das garras daqueles malfeitores, não deu muitos passos e pode sentir novamente as dores da maldição cruciatus. Alastor pôs-se a tentar esconder sua família e Lívera foi em busca da evacuação dos alunos daquele lugar, que começava a se tornar um campo de batalhas. Sophie foi jogava no chão pelos comensais e paralisada por um feitiço de corpo preso. Era uma situação realmente tensa e difícil, os gigantes estavam destruindo as mesas comunais, alunos eram arremessados longe pelos mesmos, alguns até caiam desmaiados, ou mortos, não dava para se distinguir o certo naquele momento. Os aurores começaram a se levantar e a se manifestar contra as forças das trevas ali presentes. Os comensais já estavam bem espalhados pelo salão, e querendo ou não, faziam duelos em pontos do castelo que se olhados de cima formavam um circulo, dentro deste circulo de batalhas encontravam-se os alunos: Rafael Lestrange, Miranda Fox, Olímpio Hagrid, Luna Farrel e Alisson Lancaster.

Isabelle Dumbledore, foi atingida juntamente com seu bebê, por um feitiço: “Incarcerous ”. E quando tudo parecia que realmente está muito ruim, a noite fria começa a se tornar congelante, o medo se torna intenso, e aquele momento seria de lembranças de mazelas dos passados sombrios que se encontravam ali presentes, e na entrada do salão era possível se avistar uma corja das criaturas mais tenebrosas por todos os presentes, dementadores.




P.S.:
• Post's so poderão ser feitos por quem ainda está na festa.
• Niguem que não tenha postado anteriormente poderá participar da parte 2
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rafael Lestrange

avatar

Mensagens : 80
Player : Triste e magoado

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Dom Fev 28, 2010 4:19 pm

Estavo abaichado para os feitiços não pararem em mim, Então eu vi que tinha que sair dali de qualquer jeito. Olhei para a Miranda e balancei a cabeça para a sophie, tão ela entendeu que tinhamos que ajudar a Professora.Então eu me rastejei até um serto ponto e mirei minha varinha para um Comesal sem ele me ver e então eu disse baixo:

Púl-lus.

Então ele virou uma galinha. então fui me rasteijando até a profª Sophie e quando cheguei nela conjurei a magia:

Finite-Encantate!!

então ela se libertou de uma magia e foi nos ajudando a escapar dali junto com a Professora levera.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luna Farrel

avatar

Mensagens : 178

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Dom Fev 28, 2010 4:28 pm

*quando estavamos fujindo para um lugar seguro, senti tudo em torno de mim ficar frio e triste. Um demntador estava logo em minha frente, separando-me de Rafael e de minha irmã.Escutei um grito alto e tão triste, pensei se eu estária gritanto daquele geito.Não, eu senti minha mãe.Ela estava gritando, parecia tão doloroso.Pensei que quem estava morrendo seria eu naquele momento, mas , então vi uma grande luz forte atras de mim, repelindo o grande dementador que me prendia nas mais tristes lembranças.Sophie mandou um feitiço Patrono e me salvou por muito pouco.Apenas cai muito fraca para ver oque aconteceu a seguir.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rafael Lestrange

avatar

Mensagens : 80
Player : Triste e magoado

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Dom Fev 28, 2010 4:57 pm

Quando Sophie salvou a Luna Ferral, fui diretamente à Miranda e então fiquei perto dela para a protejê-la. Um comesal mandou a maldiçao cruciatus na Luna quando ela estava meia tonta, então a profª Sophie usou a magia Expelliarmus! Só que a profª foi muito tarde e então ela fica perdendo a batalha. As luzes forte estavam disputando com uma ''invisível''.A profª estava quase perdendo só foltava só mais um pouquinho então eu, Rafael, vi o duelo entre o comensal e a profªvi que ela estava perdendo então tive que agir rapidamente.Apontei minha varinha para o comensal e disse em voz alta:[/size]

Expelliarmus!!

Então ele caiu longe, e ainda levou mais um expelliarmus, então a sophie olhou para mim e falou cuidado! mais pura sorte a profª Livera me salvou e me disse para ficar abaixado e ir pra saida, só que eu não queria. Mas fiquei abaixado e fui me rasteijando até a Miranda e vi que ela estava ligeiramente assustada, então segurei a mão dela e falei que tudo ia dar certo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lívera Giuliana Santiago

avatar

Mensagens : 65
Player : Sizca

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Dom Fev 28, 2010 5:07 pm

Tudo fora tão de repente que parecia até um sonho, ou melhor, um pesadelo. A morena poderia se chutar se não estivesse tão aterrorizada. Quando viu sua colega, Sophie Victória, como refém, ficara ainda mais perplexa. Explosões, gritos e feitiços eram lançados para todos os lados. No meio da batalha, pôs-se a guiar as crianças para fora do castelo, enquanto os Comensais duelavam (com gente que Lívera ainda não havia reparado quem). Levou os alunos para fora, para um lugar que julgara seguro - na verdade, qualquer local era mais seguro que aquele.

No entanto, uma imensa fúria mesclada com terror a dominaram, quando percebeu que no meio da batalha haviam cinco alunos - muito talentosos, por sinal. Estes eram Rafael Lestrange, Olímpio Hagrid, Luna Farrel, Alisson Lancaster e, para seu horror, Miranda Fox. Sua própria filha se arriscando pelos outros... Novamente!

- MIRANDA, ISTO NÃO É UMA BRINCADEIRA! - urrou Lívera, adiantando-se até a filha e os colegas. Apontou a varinha para as costas do Comensal que duelava com a filha, e disse: - Estupefaça!

O Comensal, que não estava prestando atenção na mulher, foi arremessado e caiu desacordado. A garota loura murmurou um agradecimento, mas segundos depois já duelava com outro alguém encapuzado, que Lívera não conseguiu - nem se interessava em - distinguir quem era. Notou que a Diretora Sophie já havia sido libertada. A professora de Poções queria guiá-los em segurança até a saída, mas os garotos nem se interessaram em sair.

- PRECISAMOS TIRAR LUNA DAQUI! - gritou Miranda, para que Lívera a ouvisse em meio a confusão. Não se atrevia a fitar a mãe, estava muito absorta no que acontecia a sua volta. - SOPHIE SÓ TEM A ELA, NÃO PODEMOS DEIXÁ-LA MORRER! - e apontou rapidamente a varinha para o rosto de um Comensal - Travalíngua!

Naquele exato momento, Lívera não pôde ver o que acontecera em seguida, pois Luna Farrel caira desacordada no chão, por conta de um Dementador que fora repelido pela própria Sophie. Sem protelar, Lívera correu até a frágil garota e a pegou nos braços. Correndo abaixada - para que os feitiços não as atingisse - até a saída do castelo, para deixar Luna junto aos outros que estavam seguros naquele outro local. Contudo, Miranda, Olímpio, Alisson e Rafael continuaram a duelar...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Like a Boss



Mensagens : 151

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Dom Fev 28, 2010 5:51 pm

Ações e Narração - Azul
Falas - Amarelo
Pensamentos - Vermelho

*Era como se alguém que ia discursar em um evento ativasse o Sonorus, mas na hora de começar a falar tivesse um grande acesso de risos. Gargalhadas que ficavam cada vez mais altas ecoavam pelo Salão e por toda a Academia. Inacreditável! Ela voltou... Ela estava lá... Joanne Dark havia voltado! Aquela que se denominara Lady das Trevas logo após a morte de Tom Riddle, o Lord Voldemort estava de volta, atacando a Academia de Magia Legilimência. Quando pensei que tudo estava muito ruim quando percebi que dois gigantes dominados pela Maldição Imperio haviam posto abaixo as duas portas de mogno do Salão Principal, a situação piorou mais ainda quando vi Sophie Victória, nossa 4ª diretora em posse dos Comensais. Com um aceno da varinha, Dark lançou um Bombarda Maxima na mesa dos professores, que virou apenas alguns pedacinhos de mogno espalhados pelo chão. Com um outro movimento, as bandeiras das Casas Comunais começavam a pegar fogo. Foi um desespero. Imediatamente eu aponto minha varinha para o alto e exclamo:*

- A-qua-erUC-to!

*Um grosso jato de água sai da ponta da minha varinha rumo à bandeiras incendiadas. Havia apagado apenas uma das faixas de ceda, quando Pinho é atingido pela Maldição Cruciatus. Com um gesto rápido da varinha, lanço um Expelliarmus no Comensal que havia atingido Pinho Lestrange, que revida imediatamente com um Protego e logo em seguida a Maldição Cruciatus. Aponto para o chão e...*

Ai, Deus... É agora!

- bom-BAR-da MÁ-xi-ma!


*Uma cratera é aberta no solo e eu caio dentro da mesma.*


Seja o que Deus quiser...

*Fecho os olhos, aguardando a morte chegar. Nasci novamente quando Gray grita para que eu saia do buraco. Quando olho para cima, vejo que o Ministro está duelando com o tal Comensal. Saio dalí em um pulo e aponto a varinha para o bruxo que duelava contra Gray.*

- In-CAR-se-rous!

*Problema número um resolvido. Gray tomou a varinha do Comensal preso e quebrou-a ao meio. De repente ouço um grito de desespero e um choro também desesperado de bebê. Eu conhecia aquele choro. Eram eles... Eles haviam sido atacados! Viro-me para trás e percebo que cordas mágicas estavam apertando minha esposa, Isabelle e meu filho, Karl...*

- Seu desgraçado! NÃO chegue perto da minha família!

*Mas o bruxo que havia feito isso já estava se protegendo atrás de um gigante. Aponto a varinha para as cordas que amarravam os dois amores da minha vida e digo em voz baixa:*

- dif-FIN-doh!

*As cordas são cortadas.*

- Fujam. Bell, leve-o para o mais longe possível. De preferência, vá para Legilismeade e desaparate para o Ministério da Magia da Inglaterra. Mais tarde encontro vocês por lá.

*Beijo-os calorosamente e Isabelle começa a correr para os portões do Vilarejo, de onde iria desaparatar para a Europa. Tarde demais! No caminho, Isabelle e Karl encontraram-se com um dos Comensais. Imediatamente ela lança um Expelliarmus no inimigo, que revida com o Finite Incantatem. Mesmo sabendo que é um Feitiço das Trevas, lanço nele um...*

- SEK-tum-SEM-prah!

*Mais uma vez tarde demais. O bruxo havia levitado meu filho e a Maldição acerta-o em cheio no peito. Lágrimas escorreram pelo meu rosto. Eu havia atacado meu próprio filho... Sem querer... Mas tinha... Sangue começou a espirrar de seu corpo. O Comensal imediatamente soltou Karl David, que caiu em cima da mãe, Isabelle e correu para longe. Corro para junto da minha família. Todos os dois estão muito machucados. Levo-os para minha Sala e tranco-a. Volto ao Salão Principal e me deparo com uma corja das mais temidas criaturas mágicas: DEMENTADORES! Imediatamente lembro-me do nascimento de Karl David e dos melhores momentos com minha esposa.*

- Éks-pé-qui-to Pa-trO-NouM!

*Uma maravilhosa Fênix luminosa se forma de uma fumaça que sai da ponta da minha varinha. Mando-a dispersar alguns Dementadores que estavam prestes a dar um "beijo" em Lívera. A criatura sai de perto da professora e vira apenas uma fumaça negra que aos poucos vai se dissipando.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gray Dolohov Pierce

avatar

Mensagens : 17

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Dom Fev 28, 2010 6:37 pm

Ciano - Ações
Laranja - Falas
Amarelo - Pensamentos

Quando inicia o ataque, vou diretamente rumo a um gigante, que tenta pisar em cima de mim.

- In-CAR-se-rous!

Algumas cordas fortes amarram as pernas do grandalhão.

- LÁ VAI BOMBAAAAA!!! - Grito para que todos pudessem ouvir.

Quase que em câmera lenta, o gigante cai em cima das quatro mesas do Salão Principal, tomando quase todo o espaço. Logo depois ouço uma explosão tremenda e percebo que Alastor estava tentando se livrar de um Comensal que o atacava. Corro para perto dos dois e lanço no Comensal um...

- Éks-Pe-Li-Ar-Mus!

Como meu feitiço não saiu muito bem executado, meu oponente foi lançado para longe. Mais precisamente, jogado contra a parede. Melhor ainda...

- SAI DAÍ, ALASTOR!

Assim que Alastor sai do buraco, lança um Incarcerous no Comensal e eu tomo sua varinha e quebro-a ao meio. Viro-me para trás e vejo Lívera Santiago, professora de Poções prestes a receber um "beijo" de um Dementador. Sem perceber, ao mesmo tempo que Alastor lanço um Patrono no Dementador, que é repelido imediatamente.

- Éks-pé-qui-to Pa-trO-NouM!

Ai, Deus... Esse ataque promete...
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://legilimenciamagia.forumeiros.com
Lívera Giuliana Santiago

avatar

Mensagens : 65
Player : Sizca

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Dom Fev 28, 2010 6:38 pm

Lembrando-se da filha e dos colegas que duelavam, Lívera voltou para o castelo como um furacão. Na pressa, deu de cara com dois ou três dementadores. Ela hesitou, mas um imenso frio invadiu todo seu corpo e as piores lembranças de sua vida passaram como um filme por seus olhos; sua cabeça começou a girar - agora sabia por que Luna havia desmaiado. Naquele momento, a morena de aparência tão forte e severa, estava tremendo. Estava com medo.

As mãos ossudas, porém fortes já haviam retirado o capus e ergueram Lívera no ar, que deixou a varinha cair no chão. Estava muito fraca, e o dementador estava prestes a dar-lhe o temido beijo. Subitamente, uma linda Fênix prateada saiu da varinha de Alastor, juntamente com o Patrono de Grayson, que afugentou os Dementadores. Eles imediatamente soltaram a mulher no chão.

Lívera, respirando com dificuldade, olhou a sua volta à procura de algum doce - o que não foi difícil de encontrar. Logo, pegou algum daqueles docinhos que ficaram espalhados pelo chão em meio à caída do gigante, e enfiou-os rapidamente na boca. O efeito que as criaturas surtiram nela passou. Agarrou a varinha que reconheceu como sua. Levantou-se de um salto, para procurar a filha.

- MIRANDA! - Expelliarmus! - chamava Lívera, que ao mesmo tempo defendia-se dos feitiços que os Comensais lançavam, sem dó nem piedade. - MIRAND...

Encontrou a garota, afinal, mas não da maneira que esperava.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Isabelle S. Dumbledore

avatar

Mensagens : 192
Player : Bem humorada :D

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Dom Fev 28, 2010 7:13 pm

Ações e Narração - Índigo
Falas - Violeta
Pensamentos - Branco

Ai, Deus, que susto!

Na hora que as portas do Salão Principal são colocadas abaixo eu estava amamentando Karl. Levo um susto enorme. Quando percebo que Joanne Dark aponta a varinha para a mesa dos professores, levanto-me e corro a tempo de ser atingida pelo Bombarda Máxima lançado pela bruxa. Fico sem reação. Apenas tento proteger meu filho... De toda forma. Nada adianta. Alguém me lançou um Incarserous... Fui presa com meu filho. As cordas apertavam demais!

- SOCORROOOOO!! SOCORROOOO!! SALVEM MEU FILHOOOOO!!! ALASTOOOOOORRR!!

Rapidamente Alastor chegou perto de nós e cortou as cordas que nos amarravam. Ele me pede para levar Karl ao MM Inglês. Beijo-o calorosamente e começo a correr rumo aos portões do Vilarejo de Legilismeade. Um obstáculo. Um Comensal. Lanço-o um:

- Éks-Pe-Li-Ar-Mus!

Tarde demais! Ele revida com um Finite Incantatem. Machuco-me gravemente. A dor é insuportável. Fui jogada para longe. Vejo apenas até quando Alastor me leva à sua Sala e a tranca. Eu e Karl não aguentamos a pressão. Desmaiamos...
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://legilimenciamagia.forumeiros.com
Annabelle Cavendish

avatar

Mensagens : 13
Player : Curioso, Inteligente

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Dom Fev 28, 2010 8:13 pm

* O dia estava realmente muito bom para ser verdade. O céu de repente escureceu rapidamente, trovões eram ouvidos por todos que estavam no lugar, os alunos começaram a se apavorar, algo bom não estaria por vir.Uma risada feminina soava cada vez mais alto no salão, as portas deste haviam sido quebradas e dois gigantes estavam destruindo tudo que aparecera pela frente. Um tumulto invadiu o salão, aquela cena de festas e sorrisos tornou-se de gritaria e desespero.
Grupo formado por seguidores das trevas perseguiam alunos, alguns estavam sendo atingindos outros lutavam bravamente. Professores tentavam tira-los dali e ao mesmo tempo enfrentar os comensais.Bel que estava conversando com Pinho, abaixou-se com os estalos dos feitiços que passavam de um lado para o outro.Era uma cena de horrores.Anna não sabia se ficava ou ajudava as pessoas que estavam feridas, mas estatica ela que não ficaria. Apressada ,levantou-se para ajudar alguns alunos que estavam com medo e apavorados. Ao se impor de pé,um deles foi pego por um feitiço que passou pela loura que tambem foi atingida no rosto de raspão (cortando-o), pelo feitiço do comensal.Mesmo ferida, mas nao profundamente, Bel se arrastou até alguns alunos para protegê-los e perto de um grupo de meninas,gritou com força: *


-Pro-te-go Ma-xi-ma! - e uma proteção se formou entre o grupo que estava apavorado.

*Bel afirmou para que as garotas continuassem abaixadas e ficou alí se protegendo juntamente com elas dos feitiços que iam e viam. Decidiu ficar abaixada e se precaver , ja que corria o risco de se machucar mais ou ser atingida por um feitiço maior. E a loura ficou perto de uma mesa que havia sido quebrada, junto com as colegas, protegendo-as.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sophie LittleBrown



Mensagens : 281

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Dom Fev 28, 2010 9:09 pm

vinha alegremente da praça de volta para festa, feliz porque a dor de cabeça tinha melhorado.Achava melhor ir ajudar os outros diretores a cuidar dos alunos que corriam e brincavam por todo o salão, se entupindo de porcarias.Quando estava cruzando um dos corredores que levava ao salão, por uma incrivel falta de sorte, dou-me de frente a varios comensais , dois gigantes e uma mulher encapuzada.Antes mesmo de sacar a varinha que trazia presa em meu vestido,senti uma fr já conhecida de tempo atrás.Atingida pelo feitiço Crucius, cai no chão, fraca de mais para revidar um feitiço eficiente e forte o suficiente para fujir.Fui capturada e levada como refém até a festa.

*a festa não! está cheia de alunos! Minha unica irmã está lá! Eles não pode machuca-los...!*

abrindo a porta, todos paralizaram derrepente com o surgimento da Lady.Ninguém podia fazer nada, e se não saissem dali, podia ser tarde de mais.Fui arremçada ao chão e senti meu corpo endurecer com um feitiço lançado por um dos comensais.Alguns alunos estavam sendo cercados e para minha decepção, Luna estava entre eles. A confusão estava formada, todos corriam, Isabelle tentava proteger seu pequeno bebê, Lívera corria mais que os alunos para tentar tirar todos do salão, E Pinho parecia desconcertado com a situação.

*monstros! Eles são apenas criaças!*

Mas não conciguia faar.Então de repende vejo Rafael tirar-me do feitiço lançado por um comensal.Saimos correndo , Rafael , Luna e eu, para tentar achar algum lugar seguro para que os dois pudessem ficar enquanto eu ajuda-se Lívera com os outros alunos.Mas, tudo ficou tão triste de repente, tão frio. Olhei para tras e ví minha irmã ajoelhada enquanto um dementador fazia ela lembrar-se de toda a tristeza já passada.Meti-me na frente de Rafael e lancei o feitiço:

Expectro Patrono!!

Havia conjurado apenas uma vez o feitiço perfeitamente, por isso fiquei muito preocupada que não fosse forte o bastante para salvar minha irmã.Mas ao contrario, saiu perfeito.O patrono em forma de àguia surgiu e repeliu o dementador.Luna caiu fraca de mais.Fui até ela para tira-la dali. Mais neste mesmo momento Lívera prontificou-se par leva-lá a outro lugar.
Um comensal veio até mim e começou o duelo, tentando atacar-me com o feitico Crucio


Expelliarmus!

a varinha do comensal voou não muito longe de onde estamos.Ele correu para tentar pega-la novamente.

Immobilus

Caiu imóvel no chão.Ele era velho, eu reconheci na hora em que cheguei perto dele.Corri até onde a varinha caíra, peguei e quebrei-a com força.Ele era o homem que matará minha mãe, á cerca de 15 anos atrás, e que matou meu pai e a mãe de Luna á apenas 5. Sem pensar, fui até ele e gritei com todas as forças que pude.

Avada Kedrava!

ele estava morto.Eu não acreditei que tinha feito isso. Fiquei desconcertada com meu utimo ato, um ato sem pensar.dei alguns passos para trás, e comecei a chorar.Mas a luta nã havia cabado. Corri para ajudar os outros alunos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Philip Lestrange Collins

avatar

Mensagens : 428
Player : Pinho

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Seg Mar 01, 2010 12:38 am

Ainda estava conversando com a Srta. Cavendish quando toda a desgraça se deu inicio. Foi tudo muito rápido e confuso, em um minuto eu estava olhando e conversando com os alunos, no minuto seguinte o salão estava repleto de trevas, terror e desespero. Minha amada Lady estava de volta, assim como o Lord também tinha se manifestado a pouco tempo, estava na cara sua volta. Minha marca negra (tatuagem feita na parte de trás do pescoço) queimava furiosamente, era quase impossível ficar consciente naquele momento. O amor de minha vida estava sendo usada como refém, era uma isca viva para a Lady conseguir o que queria de mim. Não pude me controlar, fui burro e fraco, tentei solta-la e fracassei, pude sentir novamente os efeitos de uma maldição de tortura. Eu tinha fracassado mais uma vez, tinha certeza que meus segundos de vida estavam contados, mas outra vez, Alastor me aparece como um anjo na hora em que eu mais preciso. Ele lutou bravamente e me deu a oportunidade de poder tentar de novo.

Mas onde estava Sophie agora? Onde estavam as mesas comunais? Eu estava tonto e inerte naquele momento. Teria perdido tantas coisas assim em apenas pouco tempo caído no chão? Por que eles estavam agindo tão rápida e friamente? Falando em friamente, eu não tive sequer o tempo para pensar nas perguntas que fazia a mim mesmo, um frio intenso e assustador tomou conta do local, eu já sabia do que se tratava, lembrei da minha primeira estada em Azkaban (quando a prisão ainda era guardada por Dementadores), mas não, não podia ser! E se fosse, eu estava perdido, era evidentemente claro que eu nunca consegui conjurar um bom patrono, novamente meus segundos começavam a ser contados.

Corri o máximo que pude para chegar ao outro lado do salão. Cheguei a salvo la, foi um pouco complicado escapar de umas rajadas de luzes vermelhas, mas enfim eu estava em um local em que Sophie entrava novamente em meu campo de visão. Era o local certo, porém na hora errada. Ela estava fazendo o que eu sempre temi que fizesse, se vingou da morte de seus familiares, usou a maldição da morte em frente a todas aquelas crianças. Estava feito e não havia como voltar atrás, eu tinha decidido que iria falar com ela e lhe ajudar a se retirar da área da batalha. Hum.. Digamos que uma cadeira veio voando em minha direção e acertou em cheio a minha barriga. Com o impacto da cadeirada eu fui jogado onde antes estaria uma mesa repleta de doces. Uma estaca de madeira atravessou minha perna, eu não teria coragem e nem estômago para tira-la, a dor era intensa e a raiva enorme.


-Gigan.. te.. DESGRAÇADO!

Um aluno me tocava no rosto, eu olhei para sua cara de espanto, queria pedir para que removesse a madeira de minha perna, mas não era hora para aquilo. Olhei em volta para ver o que o gigante estava procurando para me lançar desta vez, e pude perceber que ele tinha ido para outro local do salão, estava com um auror nas mãos e lutava contra outro braçalmente. Duvidei muito que aquele coitado pudesse sobreviver depois daquelas pancadas violentas que estava levando. Jatos e mais jatos de luz podiam ser visto pelo salão, patronos sugiram no ar afugentando os terríveis dementadores, eu via os alunos correrem em direção a saída que dava acesso ao patio e as estufas, e como uma luz vinda dos céus eu tive a magnifica ideia. A Lady estava indo em direção a algumas garotas que se encontravam caídas num dos cantos do local, tremendo de medo e sem saber o que poderiam fazer para escapar com vida as garotas se abraçaram.

-Garoto! - Ele fitava meus olhos – Pegue aquelas alunas e dirija-se com elas para onde as Diretoras Lívera e Sophie se encontram – Apontei para a saída da esquerda, e achei que falar o nome de minha assassina e amada namorada foi um pouco amargurante em relação a loucura que eu faria nos próximos instantes, para protege-la é claro. – Diga a elas que levem todos para a estufa de herbologia numero 8, la estarão todos muito bem guardados.. Arg. - Estava sangrando muito, meus pensamentos iam muito longe, como Henri poderia ter tanta certeza? Onde estaria aquele verme? Ele me responsabilizou, não poderia deixar ninguém sair sem vida daquele lugar, exceto talvez, uns comensais da morte – Você tem apenas uma chance meu amigo, peço que se esforce o máximo possível para chegar la, me promete? - esperei ele concordar com minhas palavras, e logo recebi uma confirmação de sim. - Anh.. E diga para Soh que eu a amo muito e sempre a amarei, aconteça o que acontecer.. Vá logo seu pirralho!

O garoto foi em direção as meninas, gritou algo em que eu não entendi muito bem. Eu tinha que despista-la por algum tempo. Esse mundo era muito perfeito para que eu o habitasse, deixaria pessoas que provavelmente teriam mais chances de ser feliz do que eu jamais tive em minha vida, ou até mesmo não soube aproveitar. E meu amigo Alastor? Não tinha o visto deste que me salvara, esperava realmente que estivesse bem e seguro com sua família que eu tanto admirava. Era minha oportunidade de mostrar não ser apenas um ex-comensal nojento, como muitos achavam, e sim um ser humano capaz de amar e demonstrar amor.

- JOANNE DARK! - Eu gritei em direção a magnifica dama – Eu estou aqui, tudo que você procura eu acho que se resume a mim, não? Venha, só eu sei onde ele está, e só eu posso te proporcionar um sangue tão doce e puríssimo. - Comecei a contorcer a estaca que estava enfiada em mim, podia ver as pupilas de seus olhos se contraindo, os dentes começavam a crescer significativamente, ali estava uma deliciosa presa, e mais um momento ímpar de diversão.

HÃM? Minha varinha não estava comigo, eu pensei em tentar me defender e quem sabe até escapar com vida, mas essa parte do plano pleo visto saiu “fail”. Entreguei-me de bandeja à morte. O garoto estava escoltando as alunas para onde eu havia mandado. Minha morte não seria em vão, e minha certeza que os outros controlariam a situação, era plena. Já estava esperando para sentir os dentes serem cravados em mim. Eu não queria sobreviver aquilo, não mesmo, preferia que ela sugasse todo o sangue de minhas veias ao me tornar um vampiro. Os minutos que outrora pareciam terem voado, agora se tornavam demorados e cansativos.


~ Pode mil palavras levarnos ao abismo, mas, só um justo amor nos ensina a viver (/Teamo Sophie <3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alisson Collins Lancaster

avatar

Mensagens : 549
Player : Alisson

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Seg Mar 01, 2010 7:09 am

o aluno estava cert,algo horrivel estava proximo de acontecer,houve se um grande barulho,o castelo estava sendo invadido, alisson não perde tempo pega sua varinha,estava pronto para agir,meu padrinho fora atingido, ele me pede para escoltar alqumas alunas,concordo , chega e grito para as alunas.

venham comigo.

alisson teve que parar no caminho, um feitiço vinha em sua direção,

*Protego


comsequira se salvar,outro feitiço vinha em sua direção, rapidamente diz:

*Aberratio Ictus

o aluno estava chegando na saida da esuerda, tiago lancaster ia lhe dar cobertura, finalmente o aluno chega a saida,as Diretoras Lívera e Sophie estavam lá, falo para elas

-pinho pediu para levar todos para a estufa numero 8,sooh ele te ama, rapido nao percam tempo.

o aluno aconpanha as diretoras, mas antes mira um comensal e diz:

*Rictusempra

sigo as diretoras.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Leonel Menezes



Mensagens : 117
Player : Alisson

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Seg Mar 01, 2010 7:29 am

ouve se um barulho,o castelo fora invadido, tiago pega sua varinha, não sabia o fazia, procura seu filho, ele estava escoltando alunas até a saida, ele precisava ajudalo, pega sua varinha e mira para o comensal que atacava seu filho:

Expelliarmus!

a varinha do comensal, voa para longe,não perde tempo e diz:


*Petrificus Totalus

aquele comensal não oferecia mais perigo,foi na direçao de seu amigo pinho,tira sua bota aponta sua varinha paraela e diz:

*Portus

cria uma chave de portal,para a jkr logros,

rapido pinho, eu ficarei se der depois eu fujo,não discuta, vc está fraco.
tiago obriga pinho a usar a chave de portal, fica e emfreta a furia de j dark, pega sua varinha , e prepara se para o pior.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lívera Giuliana Santiago

avatar

Mensagens : 65
Player : Sizca

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Seg Mar 01, 2010 4:52 pm

Miranda estava caída de olhos abertos, com os braços e pernas em ângulos estranhos. Havia um corte em seu pescoço, um corte profundo. O sangue vazava dali até o chão, onde se formava uma grande poça. Uma poça de sangue. A bagunça com Pinho Lestrange era tão grande, que ninguém além de Lívera percebeu que Miranda Fox acabara de... Morrer.

Morrer, uma palavra simples, terrível e direta, capaz de abrir um buraco no coração de uma mãe; de fazê-la derramar grossas lágrimas, mesmo que a última vez que o fizera fora há doze anos atrás. Lívera colocou a mão no coração da garota, esperando inutilmente senti-lo. Para seu horror, Miranda estava gelada e notou seus olhos já não brilhavam mais. Nisto, a vida parou de fazer o mínimo sentido. Fechou os olhos da garota, pois não suportava encará-los.

A varinha de Cabelo de Veela de Miranda, que estava logo ao lado da garota, encontrava-se partida ao meio. Aparentemente quem a matara também partira sua varinha... Péssima ideia. Repleta de ódio, Lívera apontou a varinha para o peito do Comensal mais próximo e gritou:

- Bombarda Maxima! - a voz saíra embargada, mas a mulher ficara estupefata ao ver que seu feitiço fora mais bem sussedido do que imaginara. Aquele Comensal estava morto, um a menos para se preocupar. - MALDITO! - acrescentou.


Lívera estava definitivamente fora de si. Lançava perigosos feitiços em qualquer ser encapuzado que cruzasse seu caminho - de preferência, os que duelavam com crianças. Seu único motivo para viver havia atravessado o véu... Para sempre! Sendo assim, de que importavam os outros? Eles não compreendiam sua dor.

E estava enganada.


Última edição por Lívera Santiago em Seg Mar 01, 2010 8:08 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Olimpio Hagrid

avatar

Mensagens : 3
Player : Alegre / Agressivo

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Seg Mar 01, 2010 5:35 pm

* Eu estava muito assustado com todos os fatos que ocorreram no salão principal, nós estavamos cercados por lutas e não havia como escapar sem nos envolvermos nelas. Dementadores estavam atacando alunos e adultos, o medo era enorme, so que eu estava perto de Miranda e iria defender ela de qualquer coisa. O batalhão de mestiços não deu muito certo, e os principais membros estavam agora correndo risco de vida, eu me perdi de Miranda e tive que seguir a professora Lívera rumo a saida como os outros estavam fazendo.

Eu estava me defendendo de alguns feitiçõs que vinham em minha direção:


- Protego.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sophie LittleBrown



Mensagens : 281

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Seg Mar 01, 2010 9:48 pm

*sentia-me horrivel com oque acabará de fazer.Mas não podia voltar atràs.estava perto da saida junto com as alunas quando um aluno veio e disse-me que Pnho me amava, e que eu precisava sair dali com as crianças.Na hora não pensei, apenas pedi para que eles continuassem que logo os alcançaria.Corri até o meio do salão e vi que a pessoa mais importante de minha vida estava ferida, e que a Lady estava muito proxima dele.Pensei em fazer o pior , de volta, mas Pinho não gostaria de me ver fazer isso.Logo Tiago apareceu e lhe mandou ir para fora dali, em um lugar seguro.Nesse momento , a Lady chegara muito proximo do que eu temia, e então apenas gritei o feitiço, apontando para seu peito, oque mefez acertar em cheio:


Es- tu -pe -FA- ssa !

Olhei para meu querido amigo Thiado, e para meu amado.A Lady estava caida no chão, mas não demoraria para acordar, e nem os comensais paa notar sua falta.Em um ato de desespero gritei:



Pinho saia daqui! Agora! Tiago, você também!


não vi se eles realmente obedeceram ao que eu falei. Um dementador vinha em minha direção, conjurei o Patrono na utima hora e corri para a saida, já que algumas alunas estavam completamente perdidas.Ia leva-las para um lugar seguro. E esperava que Pinho fizesse o mesmo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Leonel Menezes



Mensagens : 117
Player : Alisson

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Ter Mar 02, 2010 7:16 am

sophie vibngha em mibnha direção,ordebno a ela qrue volte e leve os alunos para a estufa,

doru conta, não se preocrupe, vou ficar bem.

pinho, havia usado a chave de portal. a maioria dos alunos estava a salvo, tiago pega sua varinha, relevmbrabndo seus tempós de auror, e prepara-se, a j dark,estava fruriosa bnão perdebndo tevmpo apobnto minha varinha :


Expelliarmus!

não perdendo tempo diz:

Bombarda Máxima

o feitiço atinge o coração da j dark, que desmaia, tiago mira um comensal e apontando sua varinha para o peito dele diz:

Bombarda Máxima
no salão tudo estava destruido,alquns alunos mortos, os outros ja a salvo, tiago cria outra chave de portal, e escapa para a sua mansão.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Philip Lestrange Collins

avatar

Mensagens : 428
Player : Pinho

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Ter Mar 02, 2010 12:23 pm

M.O.R.T.E, palavra de cinco letras capaz de definir um período eterno. Eu não temia, porem não queria morrer naquele momento, e acho que uma pessoa que tem amigos como os meus, não morre tão fácil. Lá estava Tiago Lancaster, criou uma saída de mestre para mim, eu não podia perder uma chance única de “nova vida” como aquela. Sophie viera em nossa direção e estuporara a temida Lady, tentei cruzar um olhar com ela, mas ela não me olhava, parecia me evitar naquele momento, será que sabia que eu tinha visto aquilo? Não sei ao certo, acho que não passa de paranoia mesmo.

- Estou saindo daqui... mas algo ruim irá acontecer.. você fica responsável! - As palavras de Henri não paravam de me perturbar.

A oportunidade estava ali, só que eu não pude agarra-la, o Tiago criou uma outra chave e já havia partido do local, a Sophie também havia conseguido escapar, foi ai que dois irmãos, um primeiranista e outros segundanista, passaram em minha frente.

- Garotos! Agarrem esta bota aqui e se salvem! - As crianças vieram muitíssimo apressadas e com um certo medo de parar para falar comigo, seguraram a bota e foram transportadas pela chave de portal que eu não sabia a onde levava, mas acreditava que qualquer lugar naquele momento, era mais seguro que o salão da festa.

Comecei uma busca por minha varinha perante os entulhos, não era muito difícil achar uma varinha de 33 cm e totalmente preta, eu sabia que tinha soltado ali perto, quando fui acertado pela cadeirada. Feitiços ainda iam e vinham por todos os lugares. Não era correto afirmar quem conseguiu acertar alguem, as vezes se dava a impressão de ter acertado um comensal, mas nada tinha sido acertado pelo feitiço que ou destruía algo, ou ricocheteava. Eles tinham um modo “de se tornar fumaça” que era realmente sinistro. Como lidar? Era a pergunta que eu me fazia. Eles não tinham mais um grande numero de combatentes em formação de batalha.

- Ah! Encontrei-te. - Falei comigo mesmo em tom de aleluia.

Varinha em punho e corte aberto, aquele era o momento certo, enfim. Puxei a estaca que estava transpassando minha perna – AAAAAAAAAAAAHHH!!! - apontei a varinha para o fundo buraco que ficara no local e comecei uma sessão intima de feitiços.

-Asclépio, Asclépio, Asclépio – Só parei quando estava decidido que realmente já havia cicatrizado.

Levantei-me e voltei para o campo de batalha. Meu amigo, não dava para acreditar. Gui Riddle, nunca pensei que ele voltaria para uma vida de crimes e trevas. Fui em direção a ele com o intuito de mata-lo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Epílogo

avatar

Mensagens : 135
Player : Pinho & Sizca

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Qua Mar 03, 2010 1:31 pm

Parte 3

As batalhas ocorriam soltas pelo ambiente. Em poucos minutos o desespero começou a tomar conta de todos, o medo era intenso, os dementadores desfilavam com suas aparencias fantasmagóricas por todos os lados. Em meio a trevas e toda aquela tristeza, encontrava-se a esperança de crianças que queriam ter um futuro, que estavam estudando e se esforçando para aprender a sobreviver em um mundo onde nem tudo era conto de fadas. Os cinco comensais e sua comandante duelavam contra aurores presentes na festa, professores, e até mesmo alguns alunos. O que eles estavam procurando não se sabia ao certo, não estariam ali sem algum proposito, isso era evidente.



Os primeiros duelo foram simples e começaram a suceder duelos bem mais perigosos, alguns até levando a mortes. A festa estava completamente destruída, entraria para a historia da Academia, jamais uma invasão ocorrera na AML, e como tudo tem sua primeira vez, infelizmente foi numa data que era pra ser lembrada como a mais feliz do ano. Era realmente triste estar ali naquele momento. O calor tornou a vir a tona, patronos, eram os responsáveis pelo recuo dos temíveis dementadores. A intensidade das batalhas começaram a se tornar catastróficas, não era só a mesa de professores e as cortinas que estavam destruídas, todo o grande salão da AML estava em más condições. Mortes já eram evidentes², não havia mais defesa contra as trevas, os adultos estavam fugindo como covardes e uns poucos resistindo e evacuando o lugar. A marca negra foi lançada ao céu pela Lady das Trevas, e em questão de segundos outros vultos negros se materializavam ao redor da parte externa do castelo.



Havia alunos e professores circulando por essa parte, eles se dirigiam para as estufas de herbologia, que era o local mais seguro e proximo para ir naquele momento, as batalhas tomaram inicio também do lado de fora do castelo. Os dementadores não se encontravam mais ali, dezenas de patronos foram usados e repeliram as criaturas que ainda podiam ser vistas ao longe, pairando sobre o céu escuro. Gritos de horror eram ouvidos, as crianças se dessesperaram. Ele, o Lord das Trevas em pessoa chegara ao local, um bruxo temido, trapaceiro e astucioso. Os principais alvos na parte externa eram Livera Santiago, Sophie Victorie e Emilio Fox, que voltara a festa depois de ver do alto de sua torre uma algazarra daquelas, na parte interna o Ministro da Magia, Pinho Lestrange e Alastor Wulfric.




A marca que preenchia boa parte do céu, não foi vista apenas pelos servos do mal. Uma dúzia de aurores foi chegando aos poucos, a situação seria controlada em breve. Mas até lá, quantos iriam conseguir se manter vivos?

P.S.:
• Post's so poderão ser feitos por quem ainda está na festa.
• Niguem que não tenha postado anteriormente poderá participar da parte 3.
• Essa é a ultima parte da festa, todos tem que criar um post de escape.
• Antes do tópico ser bloqueado, um post (feito pelo Epílogo) indicara os mortos, os feridos, os presos e os fatos em si.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lívera Giuliana Santiago

avatar

Mensagens : 65
Player : Sizca

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Qua Mar 03, 2010 3:18 pm

Lívera, mesmo extremamente abalada, estava mais "calma" - graças ao aluno Rafael Lestrange, que pôs-se a tentar reconfortá-la -, isto é, calma na medida do possível, porque os acontecimentos recentes não poderiam ser eliminados com tanta facilidade. O corpo de Miranda continuava no Salão, Lívera não tivera coragem para retirá-lo de lá.

No entanto, agora Lívera seguia até a estufa, juntamente com meia dúzia crianças - todas com alguns arranhões pelo corpo. Em uma de suas mãos, encontravam-se alguns frascos de uma Poção capaz de fazer com que uma grande cortina de fumaça negra aparecesse por bastante tempo; deixando o caminho "livre" para uma fuga. Os Comensais pareciam estar mais animados do que nunca, logo, a Professora teria que ser muito muito cautelosa para com os alunos.

Continuou seguindo com os mesmos, rápida e furtivamente, até chegarem à porta da Sala.

- Entrem, vão! - ordenou Lívera, secamente, empurrando-os.

Quando os garotos entraram, a mulher lançou alguns feitiços protetores nos arredores da sala. Estavam seguros. Não para sempre, mas estavam seguros. Entretanto, um barulho ensurdecedor avisara que o Lord das Trevas havia acabado de chegar. Péssima hora. Lívera não soube o que fazer, nunca nada fora tão arriscado... Mas, definitivamente, não era só sua vida que estava em jogo. Juntou-se à Sophie e Emilio, que pareciam prontos para um duelo.

- Eles não ferirão mais ninguém. - sussurrou Lívera, mais para si do que para os companheiros. E apontou a varinha para um vulto encapuzado, que gargalhava estupidamente, vindo em sua direção. - Lacarnum Inflamarae! - sorriu debochada ao perceber que pegara um Comensal desprevinido, novamente.

Contudo, sua alegria durara pouco, pois fora atingida nas costas por um "Estupefaça" muito poderoso, que arremessou-a longe - precisamente, em cima de uma pedra na orla do Vale Sagrado. Permaneceria desacordada... Pelo menos até que alguém notasse sua falta.


Última edição por Lívera Santiago em Qua Mar 03, 2010 7:09 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alisson Collins Lancaster

avatar

Mensagens : 549
Player : Alisson

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Qua Mar 03, 2010 7:04 pm

alisson ainda estava na festa, vira o lord se materializar no salão,aurores estavam chegando, alisson ve corpos sem vida pelo salão,o clarividente não perderia tempo, tinha que sair dali, mas antes faria o possivel para ajudar, com a varinha na mao aponta para um comensal distraido a torturar um auror diz:

*Everte Statum

o feitiço atinge em cheio o comensal, o auror continua o trabalho, alisson lança o feitiço:

*Fumos

sem que nimquem perceba,alisson se retira ate as estrufas aproveitando a fumaça, antes de sair do castelo pega sua varinha e mira outro comensal e diz:

*Travalíngua

alisson chega nas estufas, Lívera Santiago havia lançado varios feitiços protetores no local, alisson estava salvo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sophie LittleBrown



Mensagens : 281

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Qua Mar 03, 2010 9:41 pm

*depois de ter derrubado a Lady para deixar mais tempo para Pinho e Tiago fujirem, sai com algumas crianças em direção á estufa 8.Mas a batalha continuava na parte externa do castelo, e então ordenei que elas fossem com Lívera, para que ficassem fora de perigo, pelo menos por enquanto.O Lord apareceu e com ele mais alguns comensais.Estavamos prontos para mais um confronto, um duelo que podia ser mortal para nós.


*Antes para mim do que para Luna*

Os comensais começaram com feitiços que bem mais avançados do que os nossos, claro porque eles não ligavam para oque era proibido.Um comensal veio em minha direção, e suponho que lançaria um feitiço Crucio, ou até um avada, mas logo que percebi a intenção, usei um feitiço que impedice a pronuncia.

-Travalíngua!!


Mas esse feitiço não me ajudaria muito, ele certamente não precisava falar para realizar um bom feitiço.Um outro comensal atacava um garoto não muito longe de onde estavamos, e como aquele homem estava meio ... enrrolado com as palavras, pude conjurar um feitiço de proteção para que o menino não se ferisse.

-Protego!


Mas o homem que me atacava estava se preparando para um novo feitiço.Quando olhei para ele , ví que alguém tirara o meu feitiço dele.Ele poda falar novamente, e conjurar feitiços normalmente.Pena que a mira não era boa, porque o Estupefaça passou de raspão por meu corpo.


Incarcerous!

Cordas passavam por todo seu corpo, e enquanto isso fui até Lívera que estava desmaida .Levei-a com muita dificuldade até a estufa, onde estariamos seguras.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Like a Boss



Mensagens : 151

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Qui Mar 04, 2010 5:54 pm

*Uma cena aterrorizante havia tomado conta da Festa de Páscoa de 2010. Nunca havia ocorrido nada tão mal... Destruição por todos os lados. Como isso poderia ter acontecido? Desde quando os seguidores das Trevas planejavam a invasão à Academia? Agora, eu andava completamente aterrorizado pelo Salão Principal. Alguns dos meus melhores alunos tinham sido mortos por seres desumanos, irracionais, idiotas... Comensais da Morte. Miranda Vanckock havia sido encontrada por sua própria mãe de uma forma quase irreconhecível. Eu havia acabado de deixar minha esposa e meu filho em estado grave protegidos em minha Sala particular. Lívera agora estava desacordada. Um ajudante a menos. Ainda chorando por conta do Sectusempra que joguei diretamente em Karl, cheguei por trás de um dos Comensais e gritei firmemente:*

- bom-BAR-da MÁ-xi-ma!

*Após explodir (de forma literal) aquele desgraçado, dirijo-me à Pinho:*

- MENOS UM FILHO DA MÃE PARA NOS ATRAPALHAR, PINHO!

*Ao perceber que grande quantidade de Dementadores atravessavam o Salão Principal rumo aos outros compartimentos do castelo, fechei os olhos, lembrei-me dos meus melhores momentos com Isabelle, dos mais bonitos sorrisos de Karl e da primeira vez que ouvi sua infantil voz gritar "Papai!" quando ele caiu de sua vassoura de brinquedo. Gritei:*

- Éks-pé-qui-to -Pa-trO-NouM!

*Uma grande fênix prateada havia saido da ponta da varinha e densas nuvens de fumaça negra foram tomando os lugares dos terríveis seres que sugam nossas alegrias e esperanças. O Patrono havia funcionado. Como estaria Karl? E Isabelle? Antes de pensar em ir à Sala vê-los, Isabelle aparece à minha frente chorando desesperada com o corpo inerte de Karl em suas mãos. O mundo havia desmoronado sobre minha cabeça. Karl David Dumbledore Skeeter, filho de Alastor Wulfric Dumbledore Skeeter McGonagall e Isabelle Skeeter Wulfric, afilhado de Pinho Lestrange Collins e Sophie Victória Farrel estava... MORTO! Com apenas nove meses e quinze dias de vida, uma vida inteira pela frente, ele estava morto. Não assistiria às aulas de Feitiços, nem Poções e nem de Herbologia dentro de dez anos e alguns meses. Olhei para Isabelle, inconsolável. Senti as lágrimas escorrerem rapidamente por minha face. Não trocamos palavra alguma. Apenas nos abraçamos e choramos... Nada mais importava!*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Isabelle S. Dumbledore

avatar

Mensagens : 192
Player : Bem humorada :D

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Qui Mar 04, 2010 6:22 pm

Ações e Narração - Índigo
Falas - Violeta
Pensamentos - Branco

Não sei quanto tempo havia se passado desde que Alastor tinha deixado a mim e a Karl em sua Sala. Creio que não muito tempo. Duas horas, no máximo. Acordo, totalmente tonta. Fico deitada por mais alguns instantes até que a tontura passe. Quando fico melhor, sento-me com dificuldade (estou muito dolorida), passo as mãos manchadas de sangue nos cabelos assanhados e olho para o lado.

- Karl? Karl? KARL? KAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAARLLLL?!! ALASTOOOOOORR!!!

Era como se o céu tivesse desabado sobre mim. Aquele que eu amava. Aquele que eu dei a luz à exatamente nove meses e quinze dias estava alí, deitado, inerte, olhos abertos, o sangue escorrendo por seu tórax. Karl estava MORTO! Sem pensar, peguei a varinha, apontei para a porta de mogno da Sala e gritei:

- bom-BAR-da MÁ-xi-ma!

A porta é arrancada de seu lugar (explodida, para falar mais exatamente), pego o corpo de meu filho e saio correndo desesperada, gritando e chorando rumo ao Salão Principal. Chegando lá passo por um cenário totalmente destruido, mas não presto a atenção. O que eu quero agora e chorar e me VINGAR. Posto-me à frente de Al. Logo que eu chego, ele não percebe a situação, mas assim que olha para meus braços, desmorona-se em choro. Não falamos uma palavra. Fizemos o que era preciso naquele momento: chorar, chorar e chorar juntos. Entrego Karl para seu pai, pego a varinha e saio pisando firme rumo à um dos Comensais. Quando passo por Gray, ainda desconsolável, digo:

- Vai preparando o texto do julgamento, Grayson!

Não ouço sua resposta. Chegando às costas do meu alvo, digo:

- OLHE PARA MIM, SE FOR HOMEM!

Vagarosamente ele se vira. Em um único ato, aponto a varinha para seu peito e digo firmemente, porém, tremendo um pouco:


- a-VA-da que-DA-vrah!


Um jato de luz verde sai e atinge meu alvo. Seu corpo, também inerte cai ao chão. Logo desmorono-me e começo a chorar desconsolada novamente. Minha vida perdera o sentido.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://legilimenciamagia.forumeiros.com
Lívera Giuliana Santiago

avatar

Mensagens : 65
Player : Sizca

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Qui Mar 04, 2010 7:32 pm

- Mamãe, espere! - pedia uma garotinha loira, que corria aos tropeços atrás de uma mulher morena que parecia muito zangada. - Você viu o que eu fiz? Desculpe, mamãe. Desculpe!

- Infelizmente vi, Miranda. - disse a mulher, impassível. Finalmente parando e virando-se para a menina, que também parou, assustada com a expressão da mãe. - Você quase matou meu gato e praticamente destruiu a sala!

- Foi sem querer, mamãe. - choramingou Miranda. - Sei que é a terceira vez na semana, mas...

- Escute aqui, Miranda... - disse a mulher, cortando-a, porém, também fora interrompida:

- Escute aqui você, Lívera. - disse um homem alto, bonito e loiro que, no entanto, não se parecia em nada com a menina. - Quem pensa que é para tratá-la desta maneira?

- Sou a Mãe! - respondeu Lívera, exasperada. - Diferente de você, que...

Calou-se no exato momento em que Miranda apurou os ouvidos e arregalou os olhos azuis. Richard, o homem, franziu a testa, desaprovando a atitude da mulher, pois a menina ainda não tinha conhecimento de seu verdadeiro pai. E, naquele momento, certamente não revelariam algo tão inapropriado.

- Entre, Miranda. - ordenou Lívera, com veemência. - Vá para seu quarto.

- Mas... Mamãe... Eu... - balbuciou Miranda.

- Estou mandando. - gritou Lívera, descontrolada. - Tente não estragar mais nada, ouviu?

Miranda não respondera. E com lágrimas nos olhos, entrou no Casarão, rumando para seu quarto. Richard fez menção de ir atrás da garota, mas desistiu por algum motivo.

- Um dia você irá se arrepender de tê-la tratado assim, Lily. - e dizendo isto, também entrara na casa, deixando a mulher para trás.

- Esse dia nunca chegará, Richard. - cochichou Lívera consigo mesma.

---

Acordou sobressaltada no que parecia ser uma das estufas de Herbologia da Academia de Magia Legilimência. Lívera suava frio, arfava, e lágrimas geladas escapavam de seus olhos cinzentos. Tentou se levantar, mas duas mãos ágeis a detiveram.

- Fique deitada, você não está bem. - disse uma ruiva, que atendia pelo nome de Sophie.

- Foi apenas um sonho, não foi? - indagou a morena numa voz rouca, porém, urgente. - Miranda está bem, não está?

Todos ficaram em silêncio e alguns se entreolharam. Esta era, pois, a confirmação. Miranda estava realmente morta.

- Droga, Richard... - disse Lívera, segundos antes de se deixar desmaiar outra vez. Ninguém naquela sala entendera o que fora aquilo, mas pareciam assustados demais para tanto.

________________

trinta e seis + italiana + nascida-trouxa + mestra em poções & alquimia + diretora de legilimência
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gray Dolohov Pierce

avatar

Mensagens : 17

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Sex Mar 05, 2010 12:52 pm

Ações e Narração - Verde
Falas - Azul
Pensamentos - Branco

A comunidade vivia um momento de desespero naquele momento. Pais e responsáveis por alunos chegavam a todo momento na AML querendo saber notícias de seus filhos. Mas sua entrada era impossível. Duelos ainda aconteciam por todo o Salão Principal. Ao olhar para o casal que se abraçava a alguns metros de distância de mim, percebi o que havia acontecido. Preferi deixá-los viver seu momento a sós. Não durou muito. Logo Skeeter havia sacado sua varinha e se dirigia rumo a um Comensal. Tentei impedir, mas ela desviou de mim e apenas falou : "Vai preparando o texto do julgamento, Grayson!". Tarde demais para evitar... Isabelle Skeeter havia vingado a morte de Karl David. Assim que ela se desmontou em lágrimas novamente, apenas cheguei perto dela e sussurrei:

- Chora, Belle... Chora...
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://legilimenciamagia.forumeiros.com
Olimpio Hagrid

avatar

Mensagens : 3
Player : Alegre / Agressivo

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Sab Mar 06, 2010 6:01 am

* Era muito dificil ficar ali sem saber feitiços tão bons quanto os meus adversarios, eu não estava duelando com niguem, sou primeiranista e não sei muitas coisas uteis para se fazer em um duelo, preferia me esquivar dos feitiços que eram lançados por todos.

A linda Miranda Fox estava morta no meio do grande salão, era muito triste ver ela ali, a morte foi muito sofrida. Nossa fuga com a Diretora Lívera estava dando certo, até que mais comensais chegaram la, ela conseguiu com ajuda da Diretora Sophie e fomos todos parar na estufa de herbologia. As duas Diretoras voltaram a lutar.

Algum tempo depois de termos ficado seguros na estufa, a Diretora chega desmaiada, o professor que trouxe ela pediu que agente ficasse olhando e cuidando dela, e quando ela acorda-se, não poderia voltar aos combates.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Profº Emílio Fox

avatar

Mensagens : 45

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Sab Mar 06, 2010 9:24 am

Do alto da minha torre eu vi o inicio de tudo, desde os primeiros comensais a chegando, até no momento que todos eles fugiam de medo.

Alunos gritavam desesperados, eu lutava junto com todos que se esforçavam para resistir a invasão, tanto o Lord quanto a Lady estavam muito concentrados. Carreguei Lívera que estava estuporada, até a estufa onde estavam os alunos, e a deixei descansando.

- Ãn? - Perguntei a mim mesmo. - Não pode ser. Maldita segunda visão.

Desci correndo as escadas e fui preparado para tudo que ia ocorrer, coisas terríveis que pude ver e tenho certeza que balbuciei palavras enquanto tinha o pressentimento ruim, não tinha certeza se estava lembrando de tudo da suposta visão. Não sabia se aconteceria realmente aquilo, so que se acontecesse, eu deveria estar la.

Quando finalmente cheguei ao térreo “acabado”, as lutas já estavam tomando conta de todo o patio do castelo, tudo estava quebrado, muitos feridos e caídos, e la estava Lívera estuporada. Fui fazendo como tudo que tinha visto algum tempo atras e na fé que terminaria bem como eu pude ver.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Philip Lestrange Collins

avatar

Mensagens : 428
Player : Pinho

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Sab Mar 06, 2010 9:35 am

O Gui Riddle ficou encabulado ao perceber que sua mascara não estava mais em seu rosto, e que eu tinha o reconhecido. Demos inicio a um duelo entre dois amigos que buscavam por objetivos iguais, mas com escolhas e em lados diferentes. Maldiçoes da morte eram lançadas, era evidente, luzes verdes podiam ser vistas. As quatro casas comunais da Academia lutavam unidas e bravamente, era uma coisa linda de se ver, mesmo sabendo da terrível situação em que nos encontrávamos.

- MENOS UM FILHO DA MÃE PARA NOS ATRAPALHAR, PINHO! - Gritou Alastor.

Realmente. Era menos um para nos atrapalhar, este estava evidentemente morto. A situação estava chegando a um ponto critico, critico para os amantes das trevas, estávamos em numero maior e agora em melhores condições. Eu acho que a raiva e a frustração, isso levou aos adultos responsáveis pela segurança do castelo, a tomar coragem de tirar a vida daqueles desprezíveis comensais. Minha cicatriz doía furiosamente a todo instante, eu me culpava por tudo que estava ocorrendo no grande salão. A parte externa esquerda do castelo, onde ficava: o pátio, a praça, a cabana das aulas de TCM e as estufas de herbologia, não era mais um lugar seguro, batalhas começavam a tomar inicio la também. Em batalhas como aquelas, não há mocinhos nem vilões. Seu melhor amigo pode se tornar seu cruel assassino. Basta um olhar de malícia, uma varinha na mão e você deixará este mundo como mais uma vítima. Seu corpo jazia no chão, bela como toda Veela sempre fora (mesmo sendo apenas, meio-veela), Miranda Vanckock Fox, minha melhor aluna e a adolescente que eu mais admirava em todo o castelo, debrucei-me sobre seu corpo e fiz um momento intimo de bons desejos de partida. "Não que isso vá ser o suficiente para estancar a dor que se abrirá no coração de muitos alunos e até alguns professores, como eu", eu pensava. A corrente de ouro que antes estava em seu pescoço havia sido roubada. Quem havia roubado tal instrumento canalizador de magia, que por sua culpa já foram tiradas tantas e tantas vidas anos atras? Fiquei imaginando se Joanne Dark tinha finalmente conseguido o que queria. Não podia demorar muito naquele lugar, pelo menos não parado e sem a atenção devida. Pus-me de pé e voltei para os duelos.


Última edição por Philip Lestrange Collins em Ter Mar 09, 2010 2:27 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Epílogo

avatar

Mensagens : 135
Player : Pinho & Sizca

MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   Sab Mar 06, 2010 9:44 am

Finalmente a série de ataques chegara ao fim. Diversos aurores aparatavam por todos os lados, e com a chegada deles os comensais se retiravam aos poucos. A dúvida estava no ar, como foram quebrados os diversos feitiços anti-intrusos que cercam o castelo? Uma centena de investigações iriam se tomar inicio após o incidente para se saber o seu exato motivo.

Após a fuga dos comensais os alunos e feridos começaram a ser socorridos e curados. Alguns seguidores das trevas não tiveram tanta sorte e foram capturados e enviados para Azkaban com passagem só de ida.

Prisões:

Edward Varox
Joanny Dark
Ernesto Max
Carlos Erico

Mortos em combate:

Miranda Vanckock Fox (Brave)
Mattew Farrel (Hakí)
Justin Dumbledore (Hakí)
Isadora Cassidy (Hakí)
Piedro Doolg (Brave)
Karl Wulfric (Filho do Diretor Alastor)
Keyte Dorath (Comensal)
Paul Kofman (Comensal)
2 Gigantes
Adam James (Auror)
Christian O'Rendell (Comensal)

Comensais identificados e foragidos:

Lor Brandoment
Gui Riddle Snape
Robert Fiot
Lion wooderwold
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Festa da Páscoa 2010   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Festa da Páscoa 2010
Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2
 Tópicos similares
-
» Que lindo Amigo me Saístes (2010) Filme angolano By: Datte
» Entrevista a Masashi Kishimoto na Jump Festa 2012
» Festa de Natal
» Sugestão de Páscoa [LEIA]
» Felipe da Fonseca

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Academia de Magia Legilimência :: #Eventos-
Ir para: